Notícias
0

Principais Notícias da Semana no Mundo Agro

Principais Notícias da Semana no Mundo Agro

Veja as principais notícias da semana no mundo Agro (27/08/21 a 03/09/21).

Acompanhe na integra as principais notícias do mundo agro no nosso Portal. Fique informado e compartilhe nas suas redes sociais.

GERAIS

Mapa publica novo Guia de Seguros Rurais

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) lançou uma nova edição do Guia de Seguros Rurais, com o objetivo de proporcionar maior conhecimento ao produtor e demais agentes do setor.

O novo documento, traz novidades, como exemplos práticos dos produtos de seguro de forma descomplicada.

O Guia também contém a lista das 15 seguradoras que atuam no Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR), informando as atividades e regiões de atuação de cada uma delas, além de informações sobre o Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc), ferramenta indispensável para acesso ao PSR.

O Guia de Seguros Rurais 2021 já está e pode ser acessado clicando aqui.

Fonte: Mapa

Conab organiza debate sobre às perspectivas da safra de grãos 2021/2022

Na última quinta-feira (02/09) a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) realizou evento on-line para discutir as expectativas em relação à safra de grãos 2021/2022 para as culturas do algodão, arroz, feijão, milho e soja.

Os paineis foram organizados por produtos, com a participação de especialistas da Conab e de entidades parceiras como Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (CEPEA-Esalq/USP), Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz), Associação Brasileira da Indústria do Arroz (Abiarroz) e Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Evento

Fonte: Conab

Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento foi eleita para presidir a Junta Interamericana de Agricultura (JIA)

Durante a Conferência de Ministros da Agricultura das Américas 2021, que aconteceu em San José da Costa Rica a ministra Tereza Cristina, foi eleita presidente da JIA, principal órgão de governo do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA).

Durante a Conferência, que ocorreu entre os dias 1º e 2 de setembro, os ministros da agricultura dos países do IICA vão debater o posicionamento comum do Hemisfério na Cúpula sobre Sistemas Alimentares da ONU e o papel dos sistemas agroalimentares sustentáveis como eixo estratégico para a recuperação econômica dos nossos países no pós-Covid-19.

Fonte: Mapa

Mapa pode remanejar recursos e aumentar a disponibilidade de crédito rural

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) estuda adequar os recursos ofertados no Plano Safra 2021/2022 em razão da grande procura dos produtores rurais e das cooperativas agropecuárias.

Na atual temporada, os recursos totalizam R$ 251,3 bilhões. Só no primeiro mês de contratação do crédito rural, os financiamentos atingiram R$ 27 bilhões, alta de 16% em relação ao mesmo período da safra passada.

Em julho, foram contratados R$ 6,8 bilhões para investimentos, o equivalente a 9% dos R$ 73,4 bilhões disponibilizados para essa finalidade.

Fonte: Mapa

Programa de Milho em Balcão deve ter leilões em setembro

Os leilões de compra ou remoção de estoque de milho realizados pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) deverão iniciar em setembro. Deverão ser adquiridos até 110 mil toneladas para atender a demanda do Programa de Venda em Balcão (ProVB) até o final do ano.

O volume ofertado de milho garantirá regularidade do abastecimento de um dos principais insumos utilizados pelos pequenos criadores no interior do país.

O programa beneficia pequenos criadores de animais, inclusive os aquicultores.

Para ter acesso ao programa, os criadores precisam estar cadastrados no Sistema de Cadastro Nacional de Produtores Rurais, Público do PAA, Cooperativas, Associações e demais Agentes (Sican), estar em situação regular junto ao Sistema de Registro e Controle de Inadimplentes (Sircoi), além de ter Declaração de Aptidão ao Pronaf – DAP ativa.

Fonte: Mapa

PRODUÇÃO

Ferrugem Asiática da Soja: Calendário obrigatório de semeadura em todo país

A a Portaria nº 389 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) estabelece os calendários de semeadura de soja referente à safra 2021/2022, que deverão ser seguidos pelos estados produtores em todo o país.

A medida fitossanitária, implementada no Programa Nacional de Controle da Ferrugem Asiática da Soja (PNCFS), visa racionalizar o número de aplicação de fungicidas e reduzir os riscos de desenvolvimento de resistência do fungo Phakopsora pachyrhizi às moléculas químicas utilizadas no controle desta praga.

A semeadura da soja que, até o momento, era estabelecida somente nos estados da Bahia, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina e Tocantins, passa ser obrigatória também, a partir desta safra, nos estados do Acre, Alagoas, Amapá, Ceará, Distrito Federal, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraná, Piauí, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima e São Paulo, totalizando 20 unidades da federação com período determinado para início e final do plantio.

Os calendários foram estabelecidos a partir das sugestões de Agências Estaduais de Defesa Agropecuária e do Zoneamento Agrícola de Risco Climático, ajustados em função das condições peculiares de cada região produtora. 

A Ferrugem Asiática, causada pelo fungo Phakopsora pachyrhizi, e considerada uma das mais severas que incidem na cultura da soja, podendo ocorrer em qualquer estádio fenológico. Nas diversas regiões geográficas onde a ferrugem asiática foi relatada em níveis epidêmicos, os danos variam de 10% a 90% da produção.

Fonte: Mapa

Sistemas ILPF proporcionam maior conservação ao solo e a água

As perdas de solo, água e nutrientes devido à erosão são menores em sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF) do que em áreas de rotação de culturas agrícolas. A constatação foi feita por meio de uma pesquisa realizada em Sinop (MT), em uma das principais regiões produtoras de grãos do País.

A pesquisa mediu a perda de água e solo pelo escoamento superficial causado pelas chuvas e as quantidades de carbono e nitrogênio nos sedimentos desse escoamento em áreas com ILPF, lavoura de soja e milho em sistema de plantio direto, pastagem de braquiária, floresta de eucalipto em crescimento e no solo descoberto. Os dados mostraram que o sistema ILPF teve as menores perdas. No momento da avaliação, o sistema integrado contava com árvores de eucalipto com um ano de plantio, lavoura de soja na safra e de milho com braquiária na segunda safra.

Os resultados do estudo foram publicados no periódico Acta Amazonica, no artigo Short-term effect of a crop-livestock-forestry system on soil, water and nutrient loss in the Cerrado- Amazon ecotone (Efeito da integração lavoura-pecuária-floresta em fase inicial sobre as perdas de solo, água e nutrientes no ecótono Cerrado-Amazônia).

Fonte: Embrapa

Zoneamento agrícola do feijão 2ª safra de 2021/2022

Foram publicadas as portarias com o Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc), ano-safra 2021/2022, para a cultura do feijão de segunda safra.

As Unidades da Federação com indicação de plantio são: Acre, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio de Janeiro, Rondônia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe, São Paulo e Tocantins.

O feijoeiro comum (Phaseolus vulgaris L.) tem grande importância econômica e social. Pelas características de seu ciclo é uma cultura apropriada para compor desde sistemas agrícolas intensivos, altamente tecnificados, até aqueles com menor uso tecnológico, principalmente de subsistência.

Fonte: Embrapa

O consórcio milho-braquiária pode ser excelente alternativa para produção de silagem e formação de pastagem

A utilização do milho safrinha e da braquiária em forma de consórcio, está se mostrando altamente vantajoso, tanto para a produção de silagem, quanto para a formação pastagens em pequenas propriedades.

O engenheiro agrônomo e analista, Gessi Ceccon, da Embrapa Agropecuária Oeste fala sobre essa prática no Prosa Rural, programa de rádio da Embrapa.

Fonte: Embrapa

Crioterapia elimina vírus em plantas de abacaxizeiro

Uma metodologia desenvolvida pela Embrapa associa o congelamento celular ao cultivo de estruturas em tamanho reduzido da planta.

A técnica se baseia no congelamento de células (crioterapia) e visa a remoção do complexo viral da murcha Pineapple Mealybug Wilt-Associated Virus (PMWaV), transmitido pela cochonilha Dysmicoccus brevipes, uma doença que pode impactar muito o cultivo.

O protocolo se baseou em técnicas de criopreservação dessa fruteira, estabelecidos anteriormente em parceria com o National Center for Genetic Resource and Preservation (NCGRP /Usda), que pertence ao Departamento de Agricultura daquele país.

O vírus é a doença mais importante da cultura em todo o mundo, uma vez que as variedades mais difundidas da planta (Smooth Cayenne e MD12) são altamente suscetíveis a ele. Cientistas de diversas instituições de pesquisa dedicam-se a desenvolver cultivares resistentes. No entanto, até o momento não se conhece fonte de resistência a esse vírus.

Fonte: Embrapa

TECNOLOGIA

Agromet: Aplicativo fornece informações precisas e atualizadas aos produtores rurais sobre a previsão do tempo

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) desenvolveu o sistema Agromet, que tem como objetivo fornecer informações precisas e atualizadas aos produtores rurais sobre previsão do tempo em sua localidade e com informações sobre as culturas.

Será possível acessar um mapa navegável de previsão de chuva, temperatura e umidade para os próximos sete dias.

O diferencial do Agromet é a opção de incluir áreas produtoras de culturas como algodão, arroz, café, cana-de-açúcar, culturas de inverno e culturas de verão (primeira e segunda safra) aos mapas de previsão. Além disso, ao clicar em qualquer ponto do mapa o usuário terá acesso à previsão do tempo para sete  dias daquele ponto.

Computador/Smartphone: http://mapas.inmet.gov.br/

Android: https://play.google.com/store/apps/details?id=com.inmet

IOS: https://apps.apple.com/br/app/inmet/id1535795347

Metodologia de inteligência artificial analisa atributos de qualidade de sementes

Cientistas associaram imagens multiespectrais, raios X e aprendizagem de máquina que categoriza sementes saudáveis e mais capazes de germinar.

A nova metodologia é baseada em inteligência artificial e permite automatizar e tornar mais eficiente o processo de análise da qualidade de sementes, obtendo resultados mais precisos, com menor índice de subjetividade e em tempo real.

Na análise qualitativa, a imagem espectral é mais eficiente ao verificar a textura, os atributos físicos e químicos associados a danos por insetos, infecções fúngicas e outros. Contudo, essa técnica apresenta limitação ao não atingir os tecidos do interior das sementes.

Já a imagem de raios X demonstra grande potencial para coletar dados de estruturas internas, como danos no embrião e endosperma.

Aplicação prática

Na indústria, o desenvolvimento de métodos não destrutivos para o controle rápido e preciso da qualidade de sementes ainda é um desafio e os resultados alcançados indicam que essas novas tecnologias podem ser ferramentas potenciais em breve, de acordo com os pesquisadores.

As análises de imagens multiespectrais também possibilitam distinguir precocemente sementes sadias daquelas que estão infectadas por patógenos, o que assegura a qualidade fitossanitária desse importante insumo. Outra possibilidade avaliada pelos cientistas é a construção de equipamentos contendo apenas tecnologia de infravermelho próximo para análise de sementes, oferecendo ao mercado sistemas de menor custo.

Fonte: Embrapa

SUSTENTABILIDADE

Audiência no Senado destaca a Sustentabilidade no Agronegócio

No dia 24 de agosto, a audiência pública “Agronegócio sustentável: a imagem real do Brasil“, o presidente da Embrapa, Celso Moretti, e o chefe-geral da Embrapa Territorial, Evaristo de Miranda, destacaram o avanço da descarbonização da agricultura e a importância do reconhecimento do mundo rural na preservação do meio ambiente.

O evento teve o objetivo de atualizar o corpo diplomático brasileiro e os diplomatas estrangeiros sediados no Brasil sobre a realidade do agro nacional.

Dada a importância dos temas abordados pelos gestores da Embrapa, ela indicou a inclusão das apresentações na programação do Brasil na COP26, a ser realizada em novembro, na Escócia.

A Embaixada do Brasil nos Estados Unidos também solicitou que a apresentação do chefe-geral da Embrapa Territorial seja traduzida e divulgada no país.

Audiência:

Fonte: Embrapa

MERCADO

Indicadores Cepea – Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada

Produto Panorama da última semana
Soja Os preços da soja em grão recuaram no mercado interno na semana passada, pressionados especialmente pela desvalorização do dólar frente ao Real, uma vez que os prêmios não compensaram a baixa cambial.

De 20 a 27 de agosto, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa – Paranaguá caiu 3,09%, fechando a R$ 169,53/sc de 60 kg na sexta-feira.

O Indicador CEPEA/ESALQ – Paraná recuou 3,07% no mesmo comparativo, a R$ 166,96/sc de 60 kg.

No campo, o cultivo da nova safra de soja se aproxima, e, apesar da boa rentabilidade atual da cultura, as condições climáticas e os elevados custos de produção ainda geram preocupações entre produtores.

Algodão A demanda interna um pouco mais aquecida ao longo de agosto elevou o ritmo de negócios envolvendo algodão em pluma. Esse cenário somado à baixa oferta do produto no spot nacional e às valorizações externas e do câmbio resultaram em alta nos preços domésticos no acumulado do mês.

Entre 30 de julho e 31 de agosto, o Indicador CEPEA/ESALQ, com pagamento em 8 dias, subiu 7,9%, fechando a R$ 5,3540/lp nessa terça-feira, 31 – no dia anterior, 30, o Indicador atingiu R$ 5,4748/lp, novo recorde nominal da série do Cepea.

Os vendedores ativos seguiram firmes e elevando os preços pedidos ao longo do mês, fundamentados na menor produção da safra 2020/21, no maior volume de pluma já comercializado e nos estoques mais baixos. Do lado comprador, demandantes precisaram de lotes para atender a necessidades imediatas, enquanto outros estiveram afastados do mercado, na expectativa de queda, diante dos avanços do beneficiamento e do cumprimento dos contratos.

Milho Os preços do milho estão em queda na maior parte das regiões, devido à retração de compradores, que estão à espera de novas desvalorizações.

Entre 20 e 27 de agosto, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa (Campinas – SP) recuou 3%, fechando a R$ 95,84/saca de 60 kg na sexta-feira, 27.

Do lado vendedor, com a colheita avançando e o crescimento da oferta do cereal no spot brasileiro, alguns estão mais flexíveis nos preços, para aproveitar negociar nos atuais patamares e também “fazer caixa” para quitar dívidas de custeio.

Etanol O mês de agosto se encerra com os preços dos etanóis hidratado e anidro em alta em toda a região Centro-Sul do Brasil. O impulso aos valores vem especialmente da baixa oferta de biocombustível.

Em São Paulo, entre 23 e 27 de agosto, o Indicador CEPEA/ESALQ de etanol hidratado subiu 0,23% frente ao do período anterior, fechando a R$ 3,1878/litro. No caso do anidro, o acréscimo foi de 0,71%, com o Indicador CEPEA/ESALQ fechando em R$ 3,7849/litro.

A proximidade do feriado do dia de 7 de setembro (Independência do Brasil) também elevou um pouco a demanda.

Açúcar Diante da menor produção na safra 2021/22, os preços do açúcar cristal seguiram em alta ao longo de agosto no mercado spot do estado de São Paulo.

Nesse cenário, o Indicador CEPEA/ESALQ atingiu R$ 137,18/saca de 50 kg na sexta-feira, 27, novo recorde nominal da série histórica deste produto. De 23 a 27 de agosto, a média do Indicador CEPEA/ESALQ foi de R$ 135,76/saca de 50 kg, aumento de 3,26% em relação à da semana anterior.

Arroz Os preços do arroz em casca oscilaram na primeira quinzena de agosto, mas passaram a cair com mais frequência na segunda metade do mês. Mesmo assim, o Indicador ESALQ/SENAR-RS do arroz 58% grãos inteiros acumulou variação positiva de 1% no período, fechando com a maior média mensal dos últimos três meses, de R$ 77,18/saca de 50 quilos, significativos 7,45% acima da de julho.
Boi Depois de atingir preço recorde em abril deste ano, quando chegou a ser negociado acima de R$ 3.200,00, o bezerro (nelore, de 8 a 12 meses, comercializado em Mato Grosso do Sul) teve média de R$ 2.851,71 em agosto, 4,1% abaixo da de julho/21 e a menor desde outubro de 2020, em termos reais .

A queda nos valores da reposição pode estar atrelada às condições ruins das pastagens, devido ao tempo seco, e aos elevados custos de produção, que desfavorecem as aquisições de novos lotes de animais. Assim, parte dos agentes consultados pelo Cepea indica que a oferta de reposição está um pouco maior que a demanda em algumas regiões pecuárias nacionais.

Fonte: www.cepea.esalq.usp.br

CLIMA

Conab: Informativo indica pouco volume de chuvas

Norte e nordeste

Maiores acumulados de chuva irão ocorrer no AM, RR e oeste do PA. Precipitações menos volumosas são previstas na costa leste da região nordeste e beneficiará os cultivos de 3ª safra. Lavouras no interior da região da SEALBA, que são a maioria, estarão ainda sob restrição hídrica para o enchimento de grãos do feijão e do milho 3ª safra.

No MATOPIBA, pouca chuva prevista manterá as condições favoráveis para encerrar a colheita do algodão.

Centro Oeste

Sem previsão de chuva para grande parte da região, favorecendo a maturação e a colheita do algodão, do milho 2ª e do feijão 3ª safras. A falta de chuva será desfavorável para o trigo em enchimento de grão no MS, mas sem previsão de impacto em GO devido ao manejo irrigado.

Sudeste

Chuvas são previstas na faixa leste de SP e nordeste de MG. Nas demais regiões, o tempo seco favorecerá a maturação e a colheita do algodão, do milho 2ª safra e do trigo. O trigo sequeiro em enchimento de grãos permanecerá sob restrição hídrica em parte de SP. Não há previsão de impacto no feijão 3ª safra devido ao manejo irrigado.

Sul

Há possibilidade de pouca chuva apenas no centro-sul do RS e leste do PR. O armazenamento de água no solo estará adequado para o desenvolvimento vegetativo e floração do trigo no RS, SC e parte do PR. Nas demais regiões do PR, o trigo permanece sob restrição hídrica. As condições para a colheita do milho 2ª safra estarão favoráveis.

Acesse o boletim completo clicando aqui

Fonte: Conab

Previsão de chuva para os próximos dias

De acordo com o modelo numérico do INMET, os maiores acumulados ocorrerão nas regiões Norte e Nordeste do Brasil.

Região Previsão
Sul

 

Há possibilidade de chuva ao sul da Região, onde a maior precipitação acumulada está prevista para a parte sul do Rio Grande do Sul, ficando abaixo de 20 mm.
Sudeste Os maiores acumulados de chuva se concentram no Espírito Santo e oeste de Minas Gerais podendo alcançar valores próximos a 80 mm. No litoral de São Paulo de Rio de Janeiro, o acumulado de chuva durante o período será abaixo dos 10 mm.
Centro-Oeste Não há previsão de chuva para grande parte da região, com exceção para norte do Mato Grosso, onde fica abaixo dos 10 mm.
Nordeste Os maiores acumulados de chuva se concentram na faixa litorânea, com valores próximos aos 10 mm, podendo alcançar a faixa de 30 mm no recôncavo Baiano.
MATOPIBA Na área do MATOPIBA, há início de mudanças nas condições de precipitação na área, contudo as chuvas previstas ainda serão inferiores a 5 mm.
Norte Os maiores acumulados de chuva concentram-se ao noroeste do Amazonas, Roraima e oeste do Pará, podendo alcançar aproximadamente 70 mm na faixa ao noroeste da região.

*Informativo Meteorológico Semanal N° 34 (previsão de 31 de agosto a 15 de setembro de 2021).

Previsão de acumulado de chuva entre os dias 31 agosto e 6 de setembro de 2021. Fonte: INMET

 Veja a previsão de chuva para a sua região clicando aqui.

 

 

Espaço para parceiros do Agro aqui

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

outubro 2021
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  
LinkedIn
YouTube
Instagram
Menu