Notícias
0

Principais Notícias da Semana no Mundo Agro

Principais Notícias da Semana no Mundo Agro

Fique informado e compartilhe nas suas redes sociais

GERAIS

Perspectivas para o Agro em 2022

O PIB volume do agronegócio brasileiro tem apresentado nos últimos 20 anos tendência de crescimento em volume médio de 1,6% ao ano, enquanto a agropecuária o faz a quase 4,7%. A diferença entre essas taxas e a agregada se deve ao crescimento muito baixo da agroindústria (0,6% em média). O crescimento do volume de grãos tem sido em torno de 7%.

Já a renda do agronegócio (PIB-Renda) tem crescido à taxa média de 0,2% ao ano. Para a agropecuária, especificamente, o crescimento da renda tem sido em média 2,6%, sendo 1,8% para as lavouras e 4,2% para a pecuária. Na verdade, os preços reais da agropecuária têm caído em média 1,8 % ao ano; os agrícolas, especificamente, 2,6%; os da pecuária, 0,4%.

Produção crescente e preços reais em queda têm sido a marca do desempenho do agronegócio brasileiro. Embora pontos fora da curva possam acontecer, a expectativa é de que o padrão médio de crescimento do setor se mantenha em 2022.

Fonte: Cepea

Valor da Produção Agropecuária cresce 10% em 2021

O  Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP), em 2021, atingiu R$ 1,129 trilhão, 10,1% acima do valor alcançado em 2020 (R$ 1,025 trilhão). As lavouras somaram R$ 768,4 bilhões, o equivalente a 68% do VBP e crescimento de 12,7% na comparação com 2020; e a pecuária, R$ 360,8 bilhões (32% do VBP) e alta de 4,9%. O bom desempenho do agro ocorreu mesmo diante da falta de chuvas, seca e geadas em regiões produtoras.

Os produtos com melhores resultados no VBP foram: soja, R$ 366 bilhões; milho, R$ 125,2 bilhões; algodão, R$ 27,6 bilhões; arroz, R$ 20,2 bilhões; cacau, R$ 4,2 bilhões; café, R$ 42,6 bilhões; trigo, R$ 12,5 bilhões; carne bovina, R$ 150,9 bilhões; carne de frango, R$ 108,9 bilhões; e leite, R$ 51,8 bilhões. Juntos, responderam por 76% do VBP do ano passado.

Para 2022, as perspectivas de produção do agro permanecem positivas, com valor estimado de R$ 1,162 trilhão, 2,9% acima do obtido em 2021.

Fonte: Mapa

Contratação de financiamento aumentou 30% no segundo semestre

De julho a dezembro de 2021, o equivalente a seis meses da Safra 2021/2022, os produtores rurais contrataram R$ 159,7 bilhões em crédito rural, uma elevação de 30% em comparação ao mesmo período da safra anterior.

Para apoio à comercialização, as contratações somaram R$17,3 bilhões (+ 65%); custeio R$ 86,8 bilhões (+29%); investimento R$ 46,7 bilhões (+24%) e a industrialização, R$ 8,8 bilhões (+23%). Entretanto, o número total de contratos apresentou queda de 7% em relação ao período anterior, sendo que nos investimentos essa redução foi de 15%.

Fonte: Mapa

Ministra da agricultura avalia problemas causados pela estiagem no RS e em SC

Durante a última semana, a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, visitou as áreas do centro-sul do país atingidas pela estiagem.

A equipe de técnicos do Ministério, da Conab, Embrapa e representantes do Banco Central, Banco do Brasil e do Ministério da Economia integram a comitiva.

Nas localidades, a equipe visitou propriedades rurais afetadas pela estiagem e se reuniu com lideranças de produtores locais, além de prefeitos e parlamentares representantes dos estados.

Em Santa Catarina, segundo a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (EPAGRI), a região oeste do estado apresentou de 20% a 40% da média histórica de chuvas para o mês de dezembro.

Fonte: Mapa

 PRODUÇÃO

 Altura do algodoeiro interfere na produtividade e na qualidade das fibras

O pesquisador Fernando Mendes Lamas, da Embrapa Agropecuária Oeste (Dourados, MS), destaca a importância do regulador de crescimento para a cultura do algodoeiro que está em fase de crescimento em diversos estados como Mato Grosso do Sul.

O regulador de crescimento é uma substância sintética que interfere no balanço hormonal das plantas, afetando a síntese e a velocidade de translocação do hormônio giberelina. Esse hormônio é responsável pelo crescimento e multiplicação celular. Quando se aplica o regulador de crescimento, tem-se plantas mais compactas.

Hoje, no Brasil, especialmente no Brasil Central, o algodoeiro é cultivado fundamentalmente de forma mecanizada, inclusive a colheita. Quando não se manejam as plantas adequadamente com regulador de crescimento, elas vão apresentar um porte muito alto que vai interferir negativamente na qualidade das fibras. Além do mais, plantas com porte muito elevado podem ter a sua produtividade reduzida, mas o principal é a questão da qualidade da fibra.

Fonte: Embrapa

 Safra de grãos 2021/22 deve apresentar crescimento

Segundo relatório da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) publicado nesta terça-feira (11), haverá um crescimento na produção de grãos frente à temporada 2020/21. De acordo com o levantamento, o Brasil deve produzir um volume total de 284,4 milhões de toneladas, um incremento de 12,5% ou 32 milhões de toneladas. O destaque ficou por conta da soja, com aumento de área semeada de 3,8%, e para a safra do trigo, que foi encerrada com recorde de produção.

Fonte: Embrapa/Conab

Agricultura familiar: lista do Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar foi atualizada

Neste mês de janeiro, foram incluídas na lista do PGPAF, a batata, do estado do Paraná, e a manga, do Rio de Janeiro. A subvenção, cujo cálculo é realizado pela Companhia Nacional Abastecimento (Conab), é oferecida pelo governo federal com base no valor médio de mercado. A portaria com a lista de todos os produtos foi publicada no Diário Oficial da União, com validade a partir desta segunda-feira (10) até 9 de fevereiro próximo.

Acesse a lista completa clicando aqui

Fonte: Conab

Indicações técnicas para o manejo da macieira em situação de déficit hídrico

A região Sul do Brasil apresenta volume elevado de precipitação pluviométrica anual, porém a precipitação não é bem distribuída ao longo dos meses, sendo verificadas condições de estiagem entre os meses de novembro e março.

A restrição hídrica está sendo determinante na redução do crescimento vegetativo e no desenvolvimento de frutos em pomares adultos. Em determinadas situações, em que a capacidade de retenção de água no solo é menor, os sintomas se mostram mais severos, com elevada abscisão e senescência foliar, murchamento de frutos e necroses de ramos. Em alguns casos constata-se a mortalidade de plantas adultas, dada à severidade da restrição hídrica nesse período.

As alternativas para minimizar estes efeitos em pomares novos sem sistemas de irrigação envolvem o fornecimento periódico de água através de tanques pulverizadores adaptados para fornecer água de forma localizada na área de projeção da copa, principalmente em locais do pomar cujos solos apresentam horizonte superficial raso ou com presença expressiva de cascalho.

Para plantios realizados na primavera de 2021, sugerem-se aplicações frequentes de água (da mesma forma descrita acima), porém em toda a área de plantio.

Considerando a alta evapotranspiração verificada em pomares adultos, combinado com altas temperaturas e baixa umidade relativa em determinadas horas do dia, não são indicadas aplicações de fertilizantes foliares nestes períodos de estiagem.

Fonte: Embrapa

Situação das lavouras de algodão

Apesar do excesso de chuvas nas regiões produtoras, o plantio da safra 21/22 de algodão avança no Brasil e já ultrapassou um terço da área projetada de 1,547 milhão de hectares – 13,5% acima do ciclo anterior. A recuperação da área deve se refletir no crescimento de 16,5% da produção, estimada em 2,71 milhões de toneladas.

Os dados estão no segundo levantamento da safra 21/22 de algodão, realizado pela Abrapa em parceria com as associações estaduais. Confira a íntegra do documento em Relatório_de_Safra_Abrapa_10Jan2022.pdf

Fonte: ABRAPA/Canal do Boi

Embrapa realiza capacitação sobre o cultivo da manga

Na próxima terça-feira (18), a partir das 9h, a Capacitação em Fruticultura Tropical retoma a programação de palestras técnicas on-line, em 2022, com o tema “Manga: instruções técnicas para cultivo comercial”, apresentado pelo pesquisador Tadeu Graciolli, da Embrapa Cerrados (DF). Acompanhe no canal da Embrapa no YouTube, pelo link: https://youtu.be/7T5wra6Uxrk.

A mangueira (Mangifera indica) é uma fruteira tropical originária da Índia e do Sudeste da Ásia. Foi introduzida no Brasil pelos portugueses, encontrando condições de clima e solo que favoreceram sua dispersão, tornando-se uma fruta bastante popular, com grande oferta de frutos saborosos nos meses de verão em todo o território nacional. A polpa da manga é fonte de vitaminas A, B e C, além de fibras e minerais como fósforo, potássio, cálcio, ferro e magnésio.

No Brasil, as maiores áreas de produção comercial encontram-se nos estados da Bahia, Pernambuco, São Paulo e Minas Gerais. O País é atualmente um dos principais países produtores e exportadores de manga, fruta que é um dos componentes mais importantes das exportações nacionais de frutas frescas.

Fonte: Embrapa

MERCADO

Perspectivas para o mercado do algodão em 2022

O maior consumo, a produção inferior e os menores estoques de passagem mundial e nacional devem dar suporte à cotação do algodão em pluma no início de 2022. Além disso, diante dos atuais patamares dos preços internacionais, da elevada paridade de exportação e o fato de que boa parte da safra 2020/21 já está comprometida, os valores domésticos devem continuar firmes e/ou em alta também na entressafra.

Fonte: Cepea

Perspectivas para o mercado da soja em 2022

A expectativa é de oferta recorde, mas também de demandas interna e externa aquecidas. No Brasil, a preocupação do lado da demanda está relacionada ao consumo de óleo de soja para a produção de biodiesel, visto que a ANP (Agência Nacional do Petróleo) deve manter a mistura de biodiesel no óleo diesel em 10%, contra os 13% esperados por agentes, percentual que prevalecia até setembro de 2021. No campo, o clima favoreceu o início da semeadura e o desenvolvimento das lavouras nacionais nesta temporada 2021/22. No último bimestre de 2021, houve baixa umidade no Sul do País e excesso de chuvas no Norte e Nordeste, causadas pelo fenômeno climático La Niña, mas os impactos negativos não parecem ser generalizados.

Fonte: Cepea

Perspectivas para o mercado do milho em 2022

A temporada brasileira 2021/22 de milho deve se iniciar com preços internos acima da média histórica. No primeiro semestre de 2022, os baixos estoques e a demanda firme podem limitar a possibilidade de quedas expressivas nas cotações, ao passo que, na segunda metade do ano, pode haver certa pressão sobre os valores, caso se consolidem as projeções de oferta de segunda safra elevada. Por enquanto, as estimativas oficiais indicam produção e exportações recordes no Brasil e no mundo.

Fonte: Cepea

Perspectivas para o mercado do boi em 2022

Em 2021, ficou evidente que, diante de uma demanda interna fraca, a oferta enxuta no campo e, de forma preponderante, a aquecida procura internacional – especialmente por parte da China – foram os fatores que levaram os preços da cadeia pecuária nacional a atingirem novos patamares recordes. E é muito provável que o mercado externo siga sendo o principal fator de influência sobre os preços internos da cadeia pecuária nacional em 2022.

Fonte: Cepea

Indicadores Cepea – Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada

PRODUTO

COTAÇÃO

Soja

Produtores do oeste do Paraná e do norte de Mato Grosso iniciaram a colheita da soja da safra 2021/22. Pesquisadores do Cepea alertam, contudo, que a continuidade do clima desfavorável em importantes regiões produtoras de soja do Brasil tem feito crescer as expectativas de forte queda na produção. Enquanto na metade Norte do País as chuvas estão em excesso, no Sul e em parte de Mato Grosso do Sul, o clima está predominantemente seco. Diante disso, entidades governamentais e consultorias já vêm reduzindo as estimativas de produção para a atual temporada e os preços internos e externos da soja estão sendo impulsionados. Na semana passada, o Indicador CEPEA/ESALQ – Paraná atingiu recorde nominal da série do Cepea.

Algodão

No começo de janeiro, parte das unidades industriais voltou a ficar ativa no mercado spot nacional de algodão em pluma, após recessos em período de festas de final de ano. Demandantes, no entanto, têm encontrado vendedores afastados do mercado – estes agentes, por sua vez, estão atentos à menor produção de 2021, ao bom ritmo das exportações e às negociações antecipadas. Esse cenário aliado à elevada taxa de câmbio e aos avanços nos preços externos resultam em novas altas nos valores internos do algodão em pluma, que renovam os recordes nominais da série histórica.

Milho

Os preços do milho voltaram a avançar neste início de ano nos mercados nacional e externo. As altas estão atreladas à retração de vendedores, que estão atentos ao clima predominante seco no Sul do País, e ao maior interesse de compradores, que precisam recompor seus estoques. No campo, produtores do Sul do Brasil já iniciaram a colheita da safra verão, mas, com o andamento dos trabalhos de campo, começam também a calcular os danos da forte estiagem na região sobre a produção de milho. Já no Sudeste e Centro-Oeste, as chuvas mais frequentes favorecem as lavouras.

Etanol

Os preços dos etanóis hidratado e anidro estiveram praticamente estáveis na primeira semana do ano no mercado spot do estado de São Paulo. Entre 3 e 7 de janeiro, o Indicador CEPEA/ESALQ do hidratado fechou em R$ 3,3510/litro, ligeira alta de 0,48% frente ao período anterior. Já no caso do anidro, houve pequeno recuo de 0,14%, com o Indicador CEPEA/ESALQ fechando em R$ 3,8660/litro. Segundo pesquisadores do Cepea, demandantes adquiriram novos volumes apenas de forma gradual e lenta, visando repor as vendas do período de final de ano.

Arroz

Neste começo de ano, a liquidez no mercado spot de arroz em casca do Rio Grande do Sul segue baixa, o que mantém enfraquecidos os preços. Entre 4 e 11 de janeiro de 2022, o Indicador ESALQ/SENAR-RS recuou 0,62%, fechando a R$ 62,10/sc de kg no dia 11. Os demandantes estão afastados do spot, indicando ter estoques satisfatórios para o curto prazo. Do lado de produtores/orizicultores, o cenário também é de cautela. Além de os preços estarem abaixo dos custos de produção, as condições climáticas no estado deixam agentes em alerta. De acordo com colaboradores consultados pelo Cepea, a persistente seca no Rio Grande do Sul pode comprometer a qualidade das lavouras, que já apresentaram desenvolvimento desuniforme.

Boi

Os preços médios da arroba bovina estão se mantendo acima dos R$ 330 desde o início deste ano, atingindo recorde nominal diário no dia 5, quando fechou a R$ 345,25. A retomada dos envios de carne bovina à China vem sustentando os valores da arroba. Além da demanda mais aquecida por novos lotes para abate por parte de frigoríficos, a oferta de animais segue baixa. Em Minas Gerais e em partes de Goiás, especificamente, as frequentes chuvas nestas últimas semanas causaram enchentes e dificuldades em carregar gados, tendo em vista que algumas estradas ficaram interrompidas. Houve relatos, também, de cancelamento de leilões em determinadas cidades do estado mineiro.

CLIMA

Clima para o período de janeiro a março/2022

Região Norte

A previsão climática indica predomínio de chuvas acima da média climatológica em grande parte da Região Norte, durante o trimestre, exceto no estado de Roraima e extremo oeste do Amazonas.

Região Nordeste

Chuvas acima da média histórica para a Região Nordeste, principalmente sobre a parte norte. No centrossul da Bahia, Sergipe e em Alagoas as chuvas podem ser mais irregulares no início do trimestre, resultando em áreas com precipitação abaixo da média.

Região Centro-Oeste

A previsão indica tendência de precipitação acima da climatologia ou dentro da sua faixa normal para o trimestre em praticamente toda região.

Região Sudeste

São previstos totais de chuva acima da média em São Paulo e extremo sul de Minas Gerais. No restante da região, são previstas chuvas próximas ou abaixo da climatologia do trimestre.

Região Sul

Para a Região Sul, prevê-se chuvas próximas e acima da média climatológica em parte dos estados do Paraná e de Santa Catarina. Porém, no Rio Grande do Sul, a previsão indica chuvas ligeiramente abaixo da média na maior parte do seu território.

Fonte: INMET

Previsão de chuva para os próximos dias

De acordo com o modelo numérico do INMET, os maiores acumulados tendem a ocorrer nas regiões Norte, parte do Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste do Brasil.

REGIÃO

PREVISÃO DE CHUVA

Sul

A semana será novamente com poucas chuvas principalmente no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e oeste do Paraná. Estão previstos volumes de chuva significantes apenas no leste do Paraná e Santa Catarina, podendo ultrapassar 100 mm de chuva no período.

Sudeste

Os maiores acumulados de chuva se concentram ao centro-sul de Minas Gerais e ao norte do Rio de Janeiro, com maiores acumulados entre 70 mm e 100 mm, podendo alcançar 150 mm em áreas ao centro-sul de Minas Gerais.

Centro-Oeste

Há previsão de chuva para maior parte da região, com acumulados de 80 mm a 150 mm, podendo alcançar 200 mm em áreas pontuais no nordeste do Mato Grosso e oeste do Goiás.

Nordeste

Os maiores acumulados se concentram ao norte do Piauí e sul do Ceará podendo ultrapassar 100 mm em áreas pontuais. Para uma grande área do Nordeste incluindo toda a faixa leste, não são previstos volumes de chuvas significativos.

MATOPIBA

Os maiores acumulados chuva se concentram no norte do Tocantins e sul do Maranhão, com acumulados de chuva acima de 100 mm no período.

Norte

Os maiores acumulados de chuva concentram-se no sudeste e sul do Pará e norte do Tocantins com acumulados entre 80 mm a 150mm. Podendo alcançar aproximadamente 200 mm em áreas pontuais, principalmente no estado de Pará.

INMET: Previsão de tempo entre os dias 11 e 26 de janeiro de 2022.

Figura 1. Previsão de acumulado de chuva entre os dias 11 e 17 de janeiro de 2022. Fonte: INMET

CURSOS E TREINAMENTOS

Selecionamos uma série de eventos importantes no mundo Agro e que podem interessar você. Todos online!

Data Evento Instituição promotora Link de acesso
18/01/22

(09:00)

Manga: instruções técnicas para cultivo comercial Embrapa Clique aqui
20/01/22

(09:00)

Anúncio do 1º Boletim Hortigranjeiro Prohort 2022 Conab Clique aqui
20/01/2022 Implantação e manejo de recuperação de pastagens – Turma – 01/2022 Embrapa Clique aqui
Contínuo Cogumelos: principais características e mercados potenciais Embrapa Clique aqui
Contínuo Produção de mudas de cajueiro – enxertia Embrapa Clique aqui
Contínuo Viticultura Tropical no Semiárido Embrapa Clique aqui
Contínuo Apicultura para Iniciantes Embrapa Clique aqui

 

 

Espaço para parceiros do Agro aqui

Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

janeiro 2022
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  
LinkedIn
YouTube
Instagram
Menu