Notícias
0

Principais Notícias da Semana no Mundo Agro

Noticias Agro

Veja as principais notícias da semana no mundo Agro (04/09/21 a 10/09/21).

Acompanhe na integra as principais notícias do mundo agro no nosso Portal. Fique informado e compartilhe nas suas redes sociais.

GERAIS

Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e Embrapa firmam cooperação técnica para estudo de mudanças climáticas

O objetivo central é a definição de um marco estratégico para o desenvolvimento do turismo em paisagens alimentares rurais em três estados do Nordeste (Alagoas, Sergipe e Pernambuco). O projeto deve oferecer suporte tecnológico e visibilidade social para produtores e produtos agroalimentares a partir dos nexos entre biodiversidade-agricultura-ambiente-turismo.

O projeto foi elaborado, passo a passo, contando com acompanhamento técnico do próprio BID. A ideia é que os objetivos estabelecidos possam atender algumas das áreas prioritárias de intervenção do banco, como inclusão socioprodutiva e equidade, produtividade e inovação e integração econômica, mudanças climáticas e sustentabilidade ambiental.

Foto: Dalmo Oliveira

Fonte: Embrapa

Entenda como funciona a emissão da DAP, necessária para acesso ao Milho Balcão

Os criadores que desejam comprar milho da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), por meio do Milho Balcão, precisam ter a Declaração de Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (DAP).

A Declaração é o instrumento oficial utilizado pelo governo federal para identificar e qualificar as Unidades Familiares de Produção Agrária (UFPA) da agricultura familiar e suas formas associativas organizadas em pessoas jurídicas, constituindo a porta de entrada para as políticas públicas de incentivo à produção e geração de renda.

Para a emissão da DAP, o criador deverá procurar os escritórios locais das entidades estaduais de Assistência Técnica e Extensão, a exemplo da Emater; os sindicatos de trabalhadores da agricultura familiar/sindicatos rurais de cada município ou os escritórios regionais do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). Consulte aqui os órgãos e entidades autorizadas a emitir o documento.

Já os documentos a serem apresentados no momento de solicitar a DAP são: Carteira de identidade (RG), CPF e documentos do(a) cônjuge: RG e CPF (apenas para as pessoas casadas ou sob regime de união estável). A emissão da declaração é totalmente gratuita, não devendo haver qualquer cobrança financeira, reciprocidade ou contrapartida para que seja realizada.

Fonte: Conab

Biofach 2022: Maior feira de orgânicos do mundo

Estão abertas as inscrições da chamada pública que vai selecionar empreendimentos/cooperativas, prioritariamente da agricultura familiar, agroindústrias e empresas do setor orgânico para integrar o Pavilhão Brasil na maior feira de negócios do segmento de orgânicos, a Biofach 2022. O evento, que está na 32ª edição, ocorrerá entre os dias 15 e 18 de fevereiro do próximo ano, em Nuremberg, na Alemanha.

Para participar do processo de seleção, os interessados precisam preencher, até o dia 15 de setembro, o formulário de inscrição e enviar uma cópia escaneada de pelo menos um dos certificados internacionais de orgânicos válidos para a Biofach 2022 para o e-mail: [email protected].

O ato de inscrição não garante a participação na feira, apenas manifesta o interesse do inscrito no processo de seleção de expositores, conforme descrito nos Termos e Condições de Participação.

A seleção dos expositores levará em consideração, entre outros, os seguintes aspectos: setor de atuação e adequação dos produtos ao evento; histórico de participações em feiras internacionais na qualidade de expositor; disponibilização de produtos para amostragem e degustação; histórico de atividades voltadas à exportação; composição do portfólio para apresentação no evento; e histórico de participação em outros eventos organizados pelo Mapa em parceria com o MRE (ausências e condutas indevidas).

Para saber mais sobre o processo de seleção e conferir o calendário de atividades, clique aqui.

Fonte: Mapa

Mapa e Esalq firmam Acordo de Cooperação Técnica desenvolvimento de soluções tecnológicas

O termo de cooperação técnica entre Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e a Universidade de São Paulo (USP), representada pela Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” – (Esalq), tem como objetivo a geração de inteligência, conhecimentos e inovação para o aprimoramento das ações da defesa agropecuária brasileira.

A cooperação visa apoiar a prestação de serviços e as ações de fiscalização da defesa agropecuária por meio do desenvolvimento de soluções tecnológicas que permitam a adoção de inovações e a modernização das atividades, a realização de estudos, pesquisas e a geração de índices, indicadores e modelos preditivos que ofereçam suporte técnico para o aprimoramento de suas ações. Está previsto também o intercâmbio de servidores públicos, funcionários e pesquisadores associados para ações específicas e a realização de capacitação e troca de pesquisa e de ensino.

Fonte: Mapa/USP-Esalq

Edital do Mapa tem como objetivo ofertar assistência técnica a cooperativas e associações da agricultura familiar

Com o intuito de fortalecer a produção aliada ao uso sustentável dos recursos naturais, o projeto Bioeconomia e Cadeias de Valor lança edital de seleção com o objetivo de ofertar serviços de assessoria técnica para cooperativas e associações da agricultura familiar localizadas nos estados do Acre, Amapá, Amazonas e Pará, que atuam prioritariamente nas cadeias de valor do cacau, do açaí, da castanha-do-brasil e do pirarucu de manejo, e bem como de outros produtos da sociobiodiversidade amazônica. O projeto é uma iniciativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), por meio da Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo, em parceria com a Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH.

Para realizar a inscrição é necessário preencher, até o dia 5 de outubro de 2021, a Ficha de Candidatura, disponível no link: https://forms.gle/NMpqhYCv8zPqAmbq7. Todos os critérios, condições para candidatura e cronograma do processo de seleção estão detalhados no edital de seleção.

As cooperativas e associações selecionadas pelo edital do projeto Bioeconomia e Cadeias de Valor poderão contar com aportes, serviços e ferramentas para identificação de demandas em áreas específicas de gestão do empreendimento coletivo, como também para a construção e execução de um plano de ação e qualificação de processos de planejamento.

Fonte: Mapa

PRODUÇÃO

Reunião debate aumento da produção de milho e Sistema Antecipe

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) promoveu reunião para debater estratégias para a melhoria da cultura do milho na região Sul do País, que busca alternativas para atender a crescente demanda das agroindústrias.

O chefe-geral Frederico Ozanan Machado Durães argumentou que ainda é possível intensificar o aumento de tecnologias para otimizar culturas como o milho.

Para a região Sul do Brasil, Durães sugeriu ampliar o leque de opções de culturas, inclusive para duas a até três safras ao ano, objetivo de uma frente paralela que busca ampliar o número de safras no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. “É a estratégia do ‘Sistema Antecipe’: contribuir para aumentar a produção e mitigar os efeitos ambientais – seca, frio, enfezamentos, vazio sanitário da soja, etc.,” destacou o chefe-geral.

Presidente do conselho consultivo da ABPA, o ex-ministro da Agricultura Francisco Turra lidera um movimento neste sentido (a otimização da cultura na região) e, após trabalhar no incentivo ao cultivo de cereais de inverno, com crescimento de 50% das lavouras de trigo no Rio Grande do Sul e 70% em Santa Catarina, quer resgatar um cereal estratégico para a proteína animal.

Fonte: Embrapa

Queima da bainha em arroz se torna problema também em terras altas

A queima da bainha, causada por Rhizoctonia solani, é mundialmente a principal doença do complexo de doenças fúngicas do colmo e da bainha em arroz; e, economicamente, a mais importante, principalmente em sistemas intensivos de produção.

A doença aumentou em intensidade, devido à introdução de cultivares do tipo moderno, porte semi-anão e com grande número de perfilhos; e os plantios em rotação com plantas hospedeiras como soja, braquiárias, entre outras, fazendo crescer a densidade de inóculo no solo, principalmente nos sistemas de cultivo irrigado tropical e subtropical.

A doença é conhecida por causar mais danos nos cultivos de arroz em sistemas irrigados, porém, nas últimas safras, tem-se observado um aumento expressivo na ocorrência e na severidade da queima da bainha nos cultivos de arroz de terras altas, principalmente no estado de Mato Grosso e Rondônia, com potencial para causar danos expressivos na produtividade e na qualidade final dos grãos. Isso deve-se em parte ao manejo dado às lavouras.

A melhor opção para o controle da queima da bainha em arroz é a utilização do manejo integrado, em que todos os métodos disponíveis de controle são implementados, cada um contribui em algum nível para a supressão da doença, compensando a deficiência um do outro.

Fonte: Embrapa

Evento online discute o manejo integrado da murcha de Fusarium da bananeira

No dia 10 de setembro, às 14h, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), realiza o webinar “Manejo integrado da murcha de Fusarium da bananeira”, que vai ser ministrado pelo engenheiro-agrônomo Fernando Haddad, pesquisador da Embrapa Mandioca e Fruticultura.

Para participar do evento ou assistir depois, acesse: youtu.be/aM9GaKApgNY

Fonte: Embrapa

TECNOLOGIA

Seleções abertas para o programa TechStart Agro Digital, que seleciona startups para aceleração

A terceira rodada do programa de aceleração de startups e inovação aberta TechStart Agro Digital está em fase de seleção. O processo de aceleração, realizado pela Embrapa Informática Agropecuária e a Venture Hub, está com inscrições abertas até 19 de setembro.

O processo de seleção inclui a capacitação das startups pré-selecionadas, que vão participar de dez encontros virtuais, de outubro a dezembro de 2021. As startups aprovadas nessa fase passarão por um programa intenso de aceleração durante cinco meses, quando receberão orientações, especialmente sobre o desenvolvimento tecnológico, foco de atuação e captação de investimento, com mentoria de especialistas da Embrapa, da Venture Hub e das empresas que apoiam o programa.

Fonte: Embrapa

SUSTENTABILIDADE

Florestas plantadas possuem capacidade similar às nativas na mitigação de gases de efeito estufa

Estudo da Embrapa Cerrados (DF) demonstrou que áreas de vegetação nativa de Cerrado e campos agrícolas substituídos por plantações de eucalipto apresentam comportamentos semelhantes em relação à mitigação de gases de efeito estufa (GEEs).

A pesquisa comprovou que as emissões de óxido nitroso (N2O) e metano (CH4) se mantiveram baixas em ambas as áreas no período avaliado, mesmo com diferentes manejos e datas de plantio. Esse resultado demonstra que as florestas plantadas podem ser uma alternativa eficaz para reduzir a pressão sobre a vegetação nativa, contribuindo para a mitigação dos efeitos das mudanças climáticas.

Fonte: Embrapa

MERCADO

Indicadores Cepea – Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada

Produto Panorama da última semana
Soja Sojicultores brasileiros estão cautelosos nas negociações no spot, com expectativa de que a demanda internacional seja redirecionada ao Brasil nas próximas semanas. Isso porque os embarques norte-americanos podem ser menores neste mês, devido ao furacão Ida, que passou pelos Estados Unidos na semana passada e causou danos à infraestrutura do principal canal de escoamento de grãos do país.

Esse cenário aumentou a disparidade entre os valores pedidos por compradores e ofertados pelos vendedores no Brasil, resultando em dias de baixa liquidez. Além disso, parte dos sojicultores domésticos indica preferência em guardar o remanescente da safra 2020/21, para comercializar no último trimestre, em detrimento de vender no spot. Alguns produtores, inclusive, sinalizam intenção de guardar um volume para comercializar na entrada da temporada 2021/22.

Algodão Após atingir recorde nominal no dia 30 de agosto (R$ 5,4748/lp), o Indicador CEPEA/ESALQ do algodão em pluma, com pagamento em 8 dias, fechou a R$ 5,4233/lp nessa quarta-feira, 8, queda de 0,94% nesse período.

Segundo informações do Cepea, os preços foram influenciados pela queda dos valores externos, apesar de as negociações internas estarem ligeiramente mais aquecidas. De modo geral, produtores nacionais têm elevado o volume de oferta de novos lotes no spot, no intuito de aproveitar os atuais valores da pluma. Do lado comprador, empresas estão mais ativas, mas evitam adquirir volumes expressivos.

Milho Com a maior parte dos demandantes internos afastada das compras, e produtores avançando com a colheita, o volume de milho disponível no spot nacional vem aumentando. Desta forma, alguns compradores que precisavam recompor estoques aproveitaram para negociar o cereal nos últimos dias, mas, no geral, a liquidez permaneceu baixa. Neste contexto, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa (região de Campinas – SP) caiu 3,7% entre 27 de agosto e 3 de setembro, fechando a R$ 92,26/sc de 60 kg na sexta-feira, 3, o menor patamar desde o dia 2 de julho. Apenas no Sul do País é que os preços registraram ligeira alta, em função da baixa disponibilidade.
Etanol Os preços dos etanóis anidro e hidratado continuam em alta na região Centro-Sul, de acordo com dados do Cepea. Entre 30 de agosto e 3 de setembro, o Indicador CEPEA/ESALQ do etanol hidratado fechou em R$ 3,2245/litro, aumento de 1,15% frente ao do período anterior. No caso do etanol anidro, o avanço foi de 0,9%, com o Indicador CEPEA/ESALQ fechando em R$ 3,8188/litro.

Do lado vendedor, poucas usinas participaram do mercado, mas os agentes ativos estiveram firmes nas ofertas. Boa parte segue atenta às estimativas de quebra de produção na safra 2021/22.

Açúcar Na segunda-feira, 6, o Indicador CEPEA/ESALQ do açúcar cristal renovou o recorde nominal da série do Cepea, a R$ 139,59/saca de 50 kg – nesta parcial de setembro (até o dia 6), o avanço é de 1,62%. Agentes de usinas paulistas têm confirmado a menor produção de açúcar, devido às reduções no volume e na produtividade da cana – vale lembrar que fatores climáticos, como seca e geadas, prejudicaram as lavouras de cana-de-açúcar desta safra 2021/22.
Arroz No geral, a demanda interna por parte dos setores atacadistas e varejistas está enfraquecida, devido ao atual patamar de preços e ao menor poder de compra da maior parte da polução. Diante disso, as indústrias reduziram o ritmo de compra de novos lotes da matéria-prima para beneficiamento.

Quanto às exportações, em agosto/21, somaram 114,54 mil toneladas (em equivalente casca), superando em 19,5% o volume de julho/21, de acordo com a Secex. Além disso, trata-se da maior quantidade escoada pelo Brasil desde outubro/20 (quando 153,5 mil toneladas foram embarcadas).

Boi Depois de terem atingido volume recorde em agosto, as exportações brasileiras de carne bovina in natura iniciaram o mês de setembro em ritmo intenso. Contudo, notícias indicando dois casos atípicos de Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB), mais conhecida como “mal da vaca louca”, resultaram em suspensões dos embarques da proteína brasileira para alguns países.

No geral, agentes do mercado esperam que a retomada das vendas ocorra o mais breve possível, seja pela negociação entre as autoridades brasileiras e do mercado internacional, seja pela dependência mundial pela carne brasileira.

No mesmo sentido, o mercado externo também é muito importante para a cadeia pecuária nacional como um todo. No mercado interno, a liquidez está baixa. Segundo pesquisadores do Cepea, a notícia de casos de EEB somou-se à baixa oferta de animais para abate e ao fato de que parte dos frigoríficos havia preenchido as escalas para alguns dias, fazendo com que novos negócios fossem postergados no início desta semana.

Fonte: www.cepea.esalq.usp.br

 

CLIMA

Previsão de chuva para os próximos dias

De acordo com o modelo numérico do INMET, os maiores acumulados ocorrerão nas regiões Norte e Sul do Brasil.

Região Previsão
Sul

 

Entre os dias 06 e 13 de setembro os maiores totais de chuva deverão se concentrar no centro-sul e sudoeste do Rio Grande do Sul, ficando na faixa de 80 a 150 mm. Com observação também para centro-norte do Paraná e centro-sul de Santa Catarina, acumulados próximos aos 50 mm.
Sudeste Os maiores acumulados de chuva se concentram ao sudeste de Minas Gerais próximo aos 10 mm aumentando gradualmente para o Rio de Janeiro e centro-sul de São Paulo, para aproximadamente 40 mm.
Centro-Oeste Não há previsão de chuva para grande parte da região, com exceção para o oeste do Mato Grosso (abaixo de 10 mm) e sul do Mato Grosso do Sul, onde fica próximo aos 30 mm.
Nordeste Os maiores acumulados de chuva se concentram ao norte do Maranhão e recôncavo baiano, contudo, inferiores a 5 mm.
MATOPIBA Os maiores acumulados chuva se concentram ao norte do Maranhão e recôncavo baiano, contudo, inferiores a 5 mm.
Norte Os maiores acumulados de chuva concentram-se ao noroeste do Amazonas, Roraima e oeste do Pará, podendo alcançar aproximadamente 70 mm em áreas pontuais mais ao noroeste da região, próximo à área da Cabeça do Cachorro no Amazonas, ao leste do Acre e oeste de Rondônia.

*Informativo Meteorológico Semanal N° 35 (previsão de 7 de agosto a 22 de setembro de 2021).

Previsão de acumulado de chuva entre os dias 7 a 13 de setembro de 2021. Fonte: INMET

 Veja a previsão de chuva para a sua região clicando aqui.

 

 

Espaço para parceiros do Agro aqui

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

outubro 2021
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  
LinkedIn
YouTube
Instagram
Menu