Notícias
0

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DA SEMANA (14/08/21 a 20/08/21)

noticias agro

Veja as principais notícias da semana no mundo Agro.

Acompanhe na integra as principais notícias do mundo agro no nosso Portal. Fique informado e compartilhe nas suas redes sociais.

GERAIS

Valor Bruto da Produção Agropecuária é estimado em R$ 1,1 trilhão

Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) deste ano está estimado em R$ 1,109 trilhão, valor 9,8% superior ao do ano passado. As lavouras representam R$ 757 bilhões e a pecuária, R$ 352 bilhões.

O VBP mostra a evolução do desempenho das lavouras e da pecuária ao longo do ano e corresponde ao faturamento bruto dentro do estabelecimento.

Os maiores incrementos do VBP foram arroz, com crescimento real de 4,7%; cana-de-açúcar 3,9%; milho 11,8%, soja 28,7%; trigo 41,8%; carne bovina 7,3%, e carne de frango 7,5%. Para esse grupo de produtos, que representa 78% do VBP, os preços foram decisivos para obter esses resultados.

Entre os estados, o destaque é a Bahia que apresenta bom desempenho na produção de algodão e soja; Minas Gerais, em milho, soja, carne de frango e carne bovina; Paraná com contribuições em trigo e soja.

Fonte: Mapa

Mercosul debate políticas para Agricultura Familiar

Na última nesta terça-feira (17), ocorreu a Reunião Especializada sobre Agricultura Familiar do Mercosul (Reaf). O objetivo do encontro foi o planejamento das atividades que serão realizadas até dezembro de 2021.  Participaram do encontro representantes da Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Paraguai e Uruguai.

O Brasil é o atual presidente da Reaf e dentre os temas centrais a serem trabalhados durante a presidência brasileira, está o fortalecimento e a inovação das políticas públicas de financiamento para a agricultura familiar no Mercosul, para que promovam o desenvolvimento do pequeno produtor, contribuindo para a redução da pobreza rural, melhoria da qualidade de vida e recuperação daqueles prejudicados pela pandemia do Coronavírus.

Fonte: Mapa

Evento discute cooperação tecnológica em agricultura, sustentabilidade e descarbonização entre Brasil e China

Ocorreu nesta segunda-feira (16) a II China-Brazil Innovation Week para debater cooperação tecnológica em agricultura, sustentabilidade, descarbonização, pesquisa e investimentos em inovação.

A II China-Brazil Innovation Week é realizada pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimento (Apex-Brasil), em parceria com o Consulado-Geral do Brasil em Xangai, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e a Venture Cup China. O evento acontece de 16 a 18 de agosto em modo presencial na cidade de Xangai, China, para o público chinês, e online para o público brasileiro.

Fonte: Mapa

Mapa estabelece critérios para a Certificação Voluntária dos produtos de origem vegetal

A Portaria nº 375, que entra em vigor em 1º de setembro, estabelece os requisitos e critérios para a Certificação Voluntária dos produtos de origem vegetal.

O documento visa garantir a qualidade e segurança dos produtos de origem vegetal, bem como fortalecer a comercialização dos produtos de diversas cadeias produtivas.

Os solicitantes da certificação voluntária deverão estar registrados no Cadastro Geral da Classificação do Mapa. A avaliação da conformidade será realizada de forma integrada, pelos serviços de controle autorizados (SCA) e pelos controles oficiais.

Fonte: Mapa

Medida Provisória autoriza a compra de até 200 mil toneladas de milho pela Conab

O milho será destinado à venda aos pequenos criadores de animais de todo o país. A compra será realizada pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e o produto será disponibilizado para os produtores por meio do Programa de Venda em Balcão (ProVB).

A medida visa assegurar o suprimento de insumos de maneira regular a inúmeras propriedades rurais, especialmente após a quebra de safra do milho. A compra será realizada por meio de leilões públicos e as diretrizes das operações serão divulgadas nos editais a serem publicados.

A Conab irá propor o limite máximo de compra por criador e o preço de venda do milho por estado ou região, que terá como base o preço de mercado.

Fonte: Mapa/Conab

 PRODUÇÃO

Condições climáticas reduzem a produção de cana-de-açúcar

Segundo o 2º Levantamento da Safra 2021/22, divulgado nesta quinta-feira (19) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a queda no volume da cana-de-açúcar produzida no Brasil está estimada em 9,5%, representando um volume de cerca de 62 milhões de toneladas de matéria prima a menos em relação à safra 2020/21.

Os efeitos climáticos adversos da estiagem durante o ciclo produtivo das lavouras e as baixas temperaturas registradas em junho e julho estão entre as causas da redução, que incluem ainda episódios de geadas em algumas áreas de produção, sobretudo nos estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul.

Fonte: Conab

Projeto Duas Safras avalia cultivo de cereais de inverno em terras baixas em integração com a pecuária

O projeto Duas Safras , desenvolvido no Rio Grande do Sul, em parceria entre Embrapa, Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul) e Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), destaca a importância da realização da sucessão de culturas dentro da propriedade em áreas de terras baixas.
Na sequência podemos acompanhar uma reportagem sobre os resultados iniciais do projeto no Programa terra Sul.

Fonte: Embrapa

Mitigação das mudanças climáticas na agricultura é tema de palestra

O impacto das mudanças climáticas na agricultura, assim como as principais de linhas de atuação da Embrapa Soja, foram abordados pela palestra ministrada por Alexandre Nepomuceno, chefe-geral da Embrapa Soja, na última quarta-feira, dia 18.

A palestra fez parte do 1º Simpósio Técnico da Aprosoja (MT), promovido pela Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Mato Grosso (Aprosoja MT), entre os dias 17 e 19 de agosto, em Cuiabá (MT), sobre Fitossanidade – Desafios das culturas de soja e milho em MT.

Além de Nepomuceno, participam do Simpósio da Aprosoja, o pesquisador Décio Karam, da Embrapa Milho e Sorgo, que irá abordar os efeitos de eventos biotecnológicos no manejo de plantas daninhas, e a pesquisadora Rose Gomes Monnerat, da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, que discorrerá sobre Controle biológico de pragas da soja e milho – produção on farm.

Fonte: Embrapa

Publicado o zoneamento agrícola de risco climático para o pessegueiro e a nectarineira

Foi publicado nesta quarta-feira (18), pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o novo Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc) para as culturas do pessegueiro e da nectarineira.

A principal novidade é o uso de metodologia unificada para ampliação das avaliações para todo o Brasil e a identificação de novas regiões com potencial para produzir essas espécies.

O zoneamento ainda foi subdividido em quatro sistemas de produção. Em sistemas de produção voltados ao consumo in natura, por exemplo, o preço de comercialização é maior quanto maior for o tamanho da fruta – desenvolvimento que depende da oferta de água. Já no caso dos sistemas de produção para a indústria, o padrão de qualidade relacionado ao tamanho é menos exigente e, portanto, a produção necessita menor quantidade de água.

Essa necessidade de disponibilidade hídrica diferente reflete em riscos distintos. Nos sistemas de produção não irrigados, os riscos pela baixa disponibilidade hídrica são considerados maiores no zoneamento para a produção de mesa em comparação ao zoneamento para a produção para a indústria.

Entenda o Zarc:

Replantio de falhas nas pastagens

O pesquisador Carlos Maurício Soares De Andrade, da Embrapa Acre, traz ao produtor, técnicas de replantio de falhas em pastagens, para melhorar o aproveitamento de áreas disponíveis na propriedade. Sendo a pecuária uma atividade econômica que geralmente opera com margens estreitas de lucro, é bom o pecuarista aprender a aumentar a eficiência das pastagens para elevar o retorno econômico, com baixo custo.

Áudio (Prosa Rural – Embrapa)

TECNOLOGIA

Lançamento da antena 5G em Londrina-PR

A agenda do dia 12/08 na cidade de Londrina-PR, considerada Polo de Inovação Agro pelo Ministério da Agricultura, é a primeira demonstração de 5G para o agro que salienta o potencial das Agtechs e do desenvolvimento de novos produtos, serviços, processos em sinergia com o campo e com o potencial de transmissão e armazenamento de dados que a tecnologia disponibiliza.

Consulta veterinária digitalizada, sistemas embarcados em máquinas agrícolas, internet das coisas para a tomada de decisões e centro de soluções com conexões entre máquinas formam as estações técnicas com demonstrações de experiência da tecnologia de internet 5G para o agronegócio,  no espaço de Vitrine de Tecnologias da Embrapa Soja.

A agenda na Embrapa Soja reproduziu a experiência de um dia de campo tradicional, com circuito por estações técnicas, nas quais os participantes conheceram e interagiram com startups e suas soluções em desenvolvimento, assim como com iniciativas que já estão disponíveis e serão positivamente impactadas pela qualidade da conexão 5G no campo. O Mapa já possui uma parceria estabelecida com a Embrapa Soja, para avançar na construção de uma fazenda digital (smart farm). Por isso, conectar o 5G com esse ambiente tem o real condão de alavancar a agricultura digital na região e ampliar o resultado para todo o agro.

MERCADO

Baixas temperaturas impactam o preço das hortaliças

As geadas registradas pelo país afetaram a oferta de hortaliças nas principais Centrais de Abastecimento (Ceasas) do país. Tomate, cenoura e alface foram os produtos mais impactados.

Áudio

 Indicadores Cepea – Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada

Produto Panorama da última semana
Soja A firme demanda externa, a maior procura por parte de indústrias domésticas e as expectativas de menor estoque de passagem na América do Sul elevaram os preços da soja no mercado brasileiro nos últimos dias. O Indicador ESALQ/BM&FBovespa – Paranaguá (PR) fechou a R$ 172,19/sc de 60 kg na sexta-feira, 13, aumento de 1,27% em relação ao dia 6 de agosto. No mesmo comparativo, o Indicador CEPEA/ESALQ Paraná subiu 1,58%, indo para R$ 169,81/sc de 60 kg.
Algodão Compradores domésticos de algodão em pluma estão mais ativos no mercado e se mostrando dispostos a elevar os valores pagos por novos lotes. Com isso, as cotações estão em alta, e, nessa terça-feira, 17, o Indicador CEPEA/ESALQ, com pagamento em 8 dias, registrou novo recorde nominal na série histórica do Cepea, fechando a R$ 5,2770/lp, aumentos de 2,85% frente ao do dia 10 e de 6,35% no acumulado parcial de agosto.
Milho O movimento de baixa nos preços do milho, que vinha sendo observado em muitas praças acompanhadas pelo Cepea, perdeu força nos últimos dias.

Entre 6 e 13 de agosto, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa, subiu 0,78%, fechando a R$ 99,87/saca de 60 kg na sexta-feira, 13 – no acumulado de agosto (até o dia 13), porém, a baixa ainda é de 1,51%. Isso porque estimativas divulgadas na semana passada confirmam quedas nas ofertas nacional e externa.

No Brasil, dados evidenciam que as secas e as geadas reduziram com certa intensidade a produtividade das lavouras da segunda safra. Nos Estados Unidos, a seca em determinadas regiões também prejudicou a produção. Diante disso, os negócios no mercado nacional são pontuais.

Etanol Incertezas quanto aos efeitos adversos do clima sobre as lavouras de cana-de-açúcar continuam influenciando o comportamento do segmento vendedor. Na última semana, poucas usinas estiveram ativas no mercado, e os preços dos etanóis no estado de São Paulo subiram em quase todos os dias do período.

Entre 9 e 13 de agosto, o Indicador CEPEA/ESALQ do hidratado fechou a R$ 3,1382/litro, avanço de 3,51% frente ao da semana anterior. No caso do anidro, o Indicador CEPEA/ESALQ foi de R$ 3,5733/litro, alta de 3,11%, no mesmo comparativo.

Açúcar As cotações do açúcar cristal seguem em alta. Na última semana, os preços médios registraram aumentos consecutivos, encerrando a sexta-feira, 13, na casa dos R$ 125,00/saca de 50 kg, recorde nominal da série histórica do Indicador CEPEA/ESALQ. De 9 a 13 de agosto, a média do Indicador foi de R$ 122,99/sc, avanço de 2,41% sobre a do período anterior.
Arroz As cotações do arroz em casca têm oscilado em um intervalo mais estreito no Rio Grande do Sul, permanecendo na casa dos R$ 77,00/saca de 50 kg em praticamente toda a parcial deste mês – com exceção dos dois primeiros dias úteis de agosto. Assim, entre 10 e 17 de agosto, o Indicador ESALQ/SENAR-RS do arroz permaneceu praticamente estável (+0,1%), a R$ 77,66/sc de 50 kg no dia 17.
Boi Os preços do boi gordo no mercado atacadista da Grande São Paulo vêm apresentando relativa estabilidade ao longo de agosto. No caso da arroba comercializada no mercado paulista, o Indicador CEPEA/B3 (estado de São Paulo) registra média de R$ 316,20 na parcial deste mês, ligeira queda de 0,76% frente à de julho. Quanto à carcaça casada do boi, é negociada à média de R$ 20,08/kg em agosto, pequeno recuo de 0,7% em relação à do mês anterior.

Apesar da baixa oferta de animais para abate e do ritmo ainda intenso das exportações da proteína, o consumo de carne bovina no mercado nacional limita novos reajustes positivos nos valores. Além de a proteína já operar em elevados patamares, a renda da maior parte da população brasileira está fragilizada, devido especialmente à alta taxa de desemprego e à inflação

Fonte: www.cepea.esalq.usp.br

CLIMA

Previsão de chuva para os próximos dias

De acordo com o modelo numérico do INMET, os acumulados de chuvas deverão ser mais significativos em parte os acumulados de chuvas deverão ser mais significativos ao noroeste da Região Norte do Brasil.

Região Previsão
Sul Estima-se precipitação abaixo de 10mm no centro-norte de Santa Catarina e extremo-sul do Rio Grande do Sul.
Sudeste e Nordeste Possibilidade de acumulados inferiores a 10 mm no recôncavo Baiano, norte do Maranhão e faixa litorânea do Rio de Janeiro e São Paulo.
Centro-Oeste Não há previsão de chuva.
Norte Os maiores acumulados de chuva concentram-se no nordeste paraense, ao noroeste do Amazonas e nos Estados de Roraima e Acre com chuva acumulada de aproximadamente 40 mm na faixa mais ao noroeste da Região.
MATOPIBA Não há previsão de chuva.

*Informativo Meteorológico Semanal N° 32 (previsão de 17 de agosto a 01 de setembro de 2021).

 Veja a previsão de chuva para a sua região clicando aqui.

 

 

Espaço para parceiros do Agro aqui

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

agosto 2022
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
LinkedIn
YouTube
Instagram
Menu