Curadoria
0

Oportunidades para uso de fisiológicos e alternativas para escassez de fertilizantes

Imagens multiespectrais podem ser o futuro da análise de sementes

(Curadoria Agro Insight)

Novas tecnologias têm sido empregadas visando ao incremento na produção de grãos e fibras. Entre elas, há um uso crescente de sementes melhoradas associado à aplicação via semente de fungicidas, herbicidas e reguladores de crescimento.  Além de novas alternativas de fertilizantes, como os biofertilizantes e os remineralizadores de solo.

Esses novos insumos vem ao encontro da necessidade dos produtores de alternativas ao sistema de produção convencional, que enfrenta a carência de insumos e a elevação dos preços e dos custos de produção. Nesse sentido, é importante o conhecimento de alternativas que aumentam a eficiência produtiva das culturas e reduzem a dependência de insumos importados.

Produtos com ação fisiológica

Biorreguladores

Atualmente, o uso de reguladores vegetais nas culturas do arroz, milho, soja, feijão e algodão tem potencializado o aumento da produtividade, embora sua utilização ainda não seja prática rotineira entre os produtores de culturas de alto nível tecnológico, como a soja.

Os biorreguladores são substâncias sintéticas com ação similar aos fitormônios, os quais promovem, inibem ou modificam processos fisiológicos e morfológicos do vegetal.

Entenda como funciona:

Bioestimulantes

Os bioestimulantes são definidos, por muitos autores, como substâncias naturais ou sintéticas, que podem ser aplicados diretamente nas plantas ou em tratamento de sementes. Busca-se, assim, obter maiores produções e melhorias na qualidade das sementes.

Os biorreguladores favorecem o equilíbrio dos processos fisiológicos das plantas, promovendo o aumento da absorção de água e nutrientes pelas plantas, bem como, a resistência ao estresse hídrico, fazendo com que seu uso na agricultura seja crescente.

Diversos resultados de pesquisa demonstram os ganhos significativos na produtividade e incrementos no sistema radicular, na germinação e no acúmulo de biomassa.

Entenda como funciona:

Resistência a seca

Uma pesquisa desenvolvida pela Embrapa Meio Ambiente e a NOOA Ciência e Tecnologia Agrícola, deu origem ao primeiro produto comercial destinado a mitigar os efeitos causados pelo estresse hídrico em plantas.

O Auras® é capaz de reduzir os efeitos causados pelas estiagens prolongadas, minimizando riscos e expressando o potencial das lavouras.

As rizobactérias tolerantes à seca, ao colonizar o sistema radicular das plantas sob estresse abiótico, produzem substâncias que hidratam as raízes, chamadas exopolissacarídeos. Para que os microrganismos cheguem às plantas, é feito um procedimento simples na hora de plantar, essas bactérias são misturadas às sementes por ocasião do plantio, em uma suspensão líquida, que pode ser água.

O Auras® é um produto comercial que atua como um redutor dos efeitos do estresse hídrico, com as seguintes características:

  • Otimiza o uso da água pela planta;
  • Possibilita maior expressão do potencial produtivo;
  • Promove maior estabilidade do ambiente biológico do solo;
  • Retomada mais rápida do ciclo produtivo após eventos de estresse.

Alternativas aos fertilizantes convencionais

 Biofertilizantes

Segundo o Mapa, biofertilizante é o produto que contém princípio ativo ou agente orgânico, capaz de atuar, direta ou indiretamente, sobre o todo ou parte das plantas cultivadas, elevando a sua produtividade.

Os biofertilizantes são subdivido nos seguintes grupos:

a) biofertilizante de aminoácidos

b) biofertilizante de substâncias húmicas

c) biofertilizante de extratos de algas ou algas processadas

d) biofertilizante de extratos vegetais

e) biofertilizante composto: produto obtido pela mistura de dois ou mais biofertilizantes;

 Sob forma líquida, o biofertilizante contém uma complexa composição de nutrientes essenciais às plantas (principalmente nitrogênio e fósforo), atuando como fertilizante e também como defensivo agrícola, erradicando pragas, doenças e insetos.

A aplicação do biofertilizante nas plantações favorece a multiplicação de micro-organismos, proporcionando saúde e vida ao solo. Além disso, os biofertilizantes deixam o solo mais poroso, permitindo maior penetração do ar nas camadas mais fundas até as raízes.

O biofertilizante líquido é absorvido mais rapidamente que o sólido, mas deve ser diluído, entre 2% a 10%, em cada aplicação, de acordo com a necessidade da planta.

A utilização de biofertilizantes deve ser controlada. Mesmo tendo inúmeras vantagens na sua utilização, o excesso de biofertilizante pode causar desequilíbrios químicos, físicos e biológicos, tornando o solo impróprio para o cultivo de certas espécies, da mesma maneira que os fertilizantes químicos.

O biofertilizante pode substituir parcial ou totalmente os adubos químicos e vem obtendo bons resultados no cultivo de grãos, pastagens e hortaliças.

Remineralizadores de solo

Os remineralizadores recuperaram as propriedades químicas, físicas ou biológicas do solo, através da aplicação de uma ou mais rochas finamente moídas.

O uso de remineralizadores na agricultura é uma alternativa complementar às adubações com fertilizantes químicos, que inclusive pode aumentar a eficiência dessas fontes.

Outro aspecto importante é o potencial que os remineralizadores de solo possuem de reduzir a dependência dos fertilizantes importados, seja fornecendo nutrientes ou aumentando a eficiência das adubações.

A definição de remineralizador de solo é a seguinte: todo material de origem mineral que tenha sofrido apenas redução e classificação de tamanho por processos mecânicos e que altere os índices de fertilidade do solo por meio da adição de macro e micronutrientes para as plantas, bem como promova a melhoria das propriedades físicas ou físico-químicas ou da atividade biológica do solo.

Os remineralizadores são altamente compatíveis com os fertilizantes químicos convencionais. Uma das grandes vantagens dos remineralizadores é justamente potencializar o efeito dos fertilizantes solúveis. Essa sinergia geralmente contribui para a diminuição das doses de fertilizantes solúveis ao longo de vários cultivos.

Os remineralizadores de solo são insumos multinutrientes e que atuam de forma complexa no sistema solo-planta. Além de serem fontes de todos os elementos essenciais às plantas, apresentam interação altamente positiva com os fertilizantes solúveis convencionais, proporcionando o aumento da sua eficiência, com redução das doses e do custo da adubação.

Considerações

A agricultura moderna busca aumentar a  eficiência das culturas através do equilíbrio fisiológico da planta, seja nutricional, hormonal ou de carboidratos. Essa estratégia permite que os insumos, como os fertilizantes, sejam utilizados de forma mais eficiente e que as plantas sejam mais resistentes à pragas, doenças e situações de estresse.

 

Espaço para parceiros do Agro aqui

Tags: , , ,

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

janeiro 2022
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  
LinkedIn
YouTube
Instagram
Menu