CuradoriaSojaSorgo
0

Soja e sorgo: novas cultivares são lançadas na Agrobrasília 2024

noticias agro

Seja bem-vindo(a) a Newsletter da Agro Insight, um espaço de artigos autorais e curadoria sobre tecnologias, sustentabilidade e gestão para o agro.

Se você ainda não é assinante, junte-se a mais de 8 mil profissionais do Agro, consultores e produtores rurais que recebem gratuitamente conteúdos de qualidade selecionados toda semana, adicionando o seu e-mail abaixo:

Na quinta-feira (23/05), dentro da programação da Embrapa na Agrobrasília, foram lançadas duas cultivares, sendo uma de soja (BRS 7881 IPRO) e outra de sorgo (BRS 661) – materiais desenvolvidos pelos programas de melhoramento da empresa. Os lançamentos foram realizados no início da manhã, no estande da Embrapa, e contaram com a presença de parceiros e produtores.

Priorizi Sementes - Testadas em várias regiões brasileiras, as novas cultivares de milho e sorgo têm em comum o elevado potencial produtivo dentro das suas categoriasFonte: Embrapa 01/06/2024

O pesquisador da Embrapa Cerrados André Ferreira apresentou a BRS 7881 IPRO. Trata-se de um material transgênico que se destaca por seu elevado potencial de rendimento de grãos e tolerância às principais doenças da cultura da soja. “Para além da produtividade, temos aqui um material de alta adaptabilidade e excelente sanidade”, destacou. Ele apresentou alguns resultados da cultivar em condições de campo, que alcançou produtividade de mais de 90 sacas/ha.

A nova cultivar possui estabilidade de produção nas seguintes regiões: Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Distrito Federal, Minas Gerais e Bahia. É indicada tanto para o cultivo irrigado, quanto sequeiro e é exigente em áreas de alta fertilidade. Possui ciclo que varia entre 116 e 127 dias e grupo de maturidade 7.8. “É um material que está dentro desse grande grupo de cultivares mais plantadas na região e que vai se adaptar bem desde Minas Gerais até Mato Grosso, viabilizando em alguns desses locais a segunda safra de milho”, explicou.

A nova cultivar é tolerante ao nematoide de galhas (M. javanica), resistente ao nematoide de cisto da soja (NCS raça 3), além de possuir resistência ao cancro da haste, mancha olho de rã e pústula bacteriana. O pesquisador apresentou no lançamento as principais características do novo material, como a resistência ao acamamento e crescimento indeterminado, além das recomendações de plantio. Assista aqui ao vídeo da nova cultivar: https://www.youtube.com/watch?v=JhSQEYf3Oho

Demanda de mercado – em seguida, foi lançada a cultivar de sorgo forrageiro BRS 661. A apresentação do material ficou a cargo do agrônomo Frederico Botelho, do Setor de Transferência de Tecnologia da Embrapa Milho e Sorgo. “Os sorgos forrageiros são excelentes opções de palhada para o sistema de plantio direto. Produtos como esse material produzem um alto volume de massa e isso pode contribuir significativamente para a estruturação do sistema de produção”, afirmou.

A nova cultivar foi desenvolvida para atender à demanda por cultivares com potencial produtivo superior, especialmente para sistemas de produção de silagem com baixo custo. É uma opção para pecuaristas e agricultores, proporcionando alta produtividade de massa verde (superior a 70 t/ha) com excelente qualidade nutricional. Atinge o ponto de colheita em torno de 110 a 130 dias após o plantio, dependendo da região, e possui alta capacidade de rebrota. “Trata-se de uma inovação que pode revolucionar o setor de produção de forragem e, também, o sistema de produção de grãos”, afirmou Botelho.

A BRS 661 é recomendada para a safra de verão e segunda safra. A adaptabilidade a diversos sistemas de produção de forragem torna o material uma escolha versátil e estratégica para o Sudeste, o Centro-Oeste e o Nordeste, regiões para onde ele é recomendado. São características de destaque da cultivar: alta produtividade de matéria verde; tolerância ao acamamento; tolerância ao estresse hídrico; tolerância ao alumínio; alta capacidade de rebrota; e boa sanidade foliar.

A Embrapa Milho e Sorgo tem trabalhado no desenvolvimento de sistemas de produção e de genética de alta performance para os cinco diferentes tipos de sorgo (granífero, forrageiro/silageiro, biomassa, sacarino e vassoura), com foco em valor nutricional para alimentação humana e animal, bioenergia, resistências às principais pragas e doenças, produtividade, resiliência frente às mudanças climáticas e maior eficiência na absorção de nutrientes. Atualmente, a Unidade possui 61 contratos de licenciados de sementes de sorgo.

Se inscreva na nossa Newsletter gratuita

Espaço para parceiros do Agro aqui

Tags: cultivares, Evento agro, soja, sorgo, transgenico

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

junho 2024
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  
LinkedIn
YouTube
Instagram