CuradoriaDoençaManejoSojaVídeos
0

Quebra da haste da soja: Não é recomendada a aplicação de inseticidas

A semeadura da soja deve seguir o calendário do Programa Nacional de Controle da Ferrugem Asiática da Soja e o Zarc

Seja bem-vindo(a) a Newsletter da Agro Insight, um espaço de artigos autorais e curadoria sobre tecnologias, sustentabilidade e gestão para o agro.

Se você ainda não é assinante, junte-se a mais de 8 mil profissionais do Agro, consultores e produtores rurais que recebem gratuitamente conteúdos de qualidade selecionados toda semana, adicionando o seu e-mail abaixo:

(Curadoria Agro Insight)

Na curadoria de hoje, reunimos alguns materiais oficiais sobre um problema que têm sido relatado por muitos produtores de soja, que é o quebramento da haste.

Quebramento da haste

O quebramento da haste ou tombamento da soja começou a ser observado com maior intensidade na safra 2021/2022 na região médio-norte de Mato Grosso. O problema leva ao quebramento das plantas normalmente a partir de R5. No local do quebramento há escurecimento do interior da haste, porém, ainda não se sabe se os microrganismos ali presentes são a causa do quebramento ou se são uma consequência.

Pela metodologia definida pela Embrapa e descrita abaixo, a avaliação deve ser feita em estádio R7, ou antes caso o quebramento seja precoce. Escolhe-se uma linha onde há o quebramento e faz-se a contagem de plantas danificadas em dois metros lineares. O nível de tombamento é calculado pelo percentual de plantas quebradas.

 

Metodologia para avaliação a campo de quebramento de soja

Amostragem a campo

As avaliações deverão ser realizadas, em grande parte, em ensaios/unidades demonstrativas de soja.

Fase de amostragem da Soja

A soja deverá ser amostrada por ciclo de maturação e na fase de R7 conforme escala abaixo (Figura 1).

Figura 1. Estádios fenológicos da soja. Fonte: Mais soja

Importante: A coleta das plantas por ciclo de maturação e na fase de maturação R7 é muito importante para padronização das avaliações.

Avaliação de plantas

Etapa 1

Escolher uma linha de semeadura que apresente os sintomas de quebramento. Nesta linha, em 2 metros lineares, contar o número total de plantas (quebradas + não quebradas) e o número de plantas quebradas.

Etapa 2

Anotar todos os dados que constam na planilha no anexo ao final. O nível quebramento é feito de forma simples, uma regra de três, calculando a porcentagem de plantas quebradas.

NOTA

Observar se em três plantas de cada parcela, se há ocorrência de escurecimento da haste. Para tal estas três plantas devem ser arrancadas, a haste aberta e a avaliação visual realizada. Nesta mesma parcela, fazer o mesmo procedimento em 3 plantas sem ocorrência de quebramento e avaliar também se existe escurecimento da haste. Anotar o número de plantas com e sem escurecimento na haste.

A haste de uma planta com quebramento e outra sem quebramento deve ser avaliada do ponto de vista de patologia usando a metodologia descrita por (Henning, 2015).

Em casos de, por questões operacionais, não for possível a coleta e avaliação em R7 e sim em R8, a mesma deve ser informada e anotada na planilha. Em caso de avalição em R8 as etapas de avaliação de escurecimento de vagem e avaliação de patologia não precisam ser realizadas.

Fonte: Embrapa

 

Se inscreva na nossa Newsletter gratuita

Espaço para parceiros do Agro aqui

Tags: quebramento da haste, soja

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

maio 2024
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  
LinkedIn
YouTube
Instagram