ClimaCuradoriaPreservação ambiental
0

Mudanças climáticas: mitos e realidade

Seja bem-vindo(a) a Newsletter da Agro Insight, um espaço de artigos autorais e curadoria sobre tecnologias, sustentabilidade e gestão para o agro.

Se você ainda não é assinante, junte-se a mais de 8 mil profissionais do Agro, consultores e produtores rurais que recebem gratuitamente conteúdos de qualidade selecionados toda semana, adicionando o seu e-mail abaixo:

As redes sociais estão cheias de informações imprecisas sobre as mudanças climáticas, o que preocupa especialistas, pois isso pode prejudicar ações importantes para combater o problema. A BBC analisou cinco equívocos comuns sobre o tema:

  1. “As mudanças climáticas não são reais”: A temperatura média global já aumentou 1,1ºC desde o final do século XIX, principalmente devido à queima de combustíveis fósseis que liberam gases de efeito estufa, como CO2 e metano. Isso causa o aquecimento global, resultando em consequências como o aumento do nível do mar, extinção de espécies e eventos climáticos extremos.
  2. “As mudanças no clima são naturais”: Embora tenham ocorrido ciclos naturais de aquecimento e resfriamento ao longo da história, o atual aquecimento é muito mais rápido e causado pelas atividades humanas, principalmente a queima de combustíveis fósseis.
  3. “As mudanças climáticas não são problema nosso”: Embora os países desenvolvidos sejam responsáveis pela maior parte das emissões históricas de gases de efeito estufa, os impactos das mudanças climáticas são globais e afetam desproporcionalmente os países mais pobres, que têm menos recursos para se adaptar.
  4. “O nível do mar não está subindo”: O derretimento de gelo e a expansão da água quente têm elevado o nível do mar globalmente. Nos últimos 100 anos, o nível do mar subiu entre 160 e 210 mm.
  5. “As mudanças climáticas podem ser boas para nós”: Embora um clima mais quente possa parecer vantajoso em regiões frias, os impactos negativos globais, como desertificação, elevação do nível do mar e escassez de alimentos, superam quaisquer benefícios locais.

A desinformação sobre as mudanças climáticas é um problema sério, e combater essas falsas alegações é crucial para mobilizar ações efetivas contra a crise climática.

QUER SABER MAIS? Acesse o vídeo abaixo! Não esqueça de deixar o seu like e se inscrever no canal!  

O assunto de hoje é MUITO SÉRIO! Por conta da recente tragédia no RS e sua constante ligação com as mudanças climáticas na mídia, decidimos reafirmar nosso compromisso de escancarar o conhecimento para você, fazendo uma reflexão sincera e aberta, sem separar o “Agro” da sociedade, mas partindo do ponto que estamos no mesmo barco, qual a real influência do nosso impacto (humano) no clima? Como podemos desacelerar esse processo, quais são as perspectivas e, agora sim, o papel da agricultura? É isso que vamos descobrir no episódio dessa semana com uma das mais importantes vozes no assunto do nosso país: o meteorologista Carlos Magno, fundador da conhecida Climatempo, com passagens importantes no jornalismo da TV Globo. Aproveitamos para tirar nossas dúvidas que, tenho certeza, são as suas também!

 

Se inscreva na nossa Newsletter gratuita

Espaço para parceiros do Agro aqui

Tags: informações equivocadas, mídias sociais, mudancas-climaticas

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

junho 2024
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  
LinkedIn
YouTube
Instagram