CuradoriaSoja
0

Metodologia para avaliação da podridão de vagens e grãos de soja

Metodologia avaliação podridão soja

(Curadoria Agro Insight)

O apodrecimento de grãos e vagens em estádio final de formação em lavouras de soja vem sendo observado com maior frequência em algumas regiões brasileiras, desde a safra 2019/2020, em especial na região do médio-norte do estado de Mato Grosso, causando redução significativa de produtividade em lavouras com alto potencial produtivo, principalmente nas primeiras semeaduras.

Neste contexto, a Embrapa desenvolveu uma metodologia simples para avaliação do apodrecimento e que ajuda os produtores e técnicos na identificação do problema.

Amostragem a Campo

A soja deverá ser amostrada por ciclo de maturação e na fase de R8 conforme escala abaixo.

Figura 1. Estádios fenológicos da soja. Fonte: Agrolink(https://www.agrolink.com.br/culturas/soja/informacoes/caracteristicas_361509.html)

 A coleta das plantas por ciclo de maturação e na fase de maturação R8 é muito importante, pois o nível de danos tem se mostrado muito influenciado pelo ciclo e fase de avaliação, sendo maior nas fases mais tardias da soja.

Em casos de, por questões operacionais, não ser possível a coleta e avaliação em R8 e sim em R7, isso deve ser informado e anotado.

Coleta de plantas e Sementes

Etapa 1

Escolher uma linha de semeadura que apresente os sintomas de vagens apodrecidas e retirar cinco plantas dessa linha. A retirada de plantas deve ser aleatória, sem, portanto, escolher plantas sadias ou com vagens apodrecidas.

Etapa 2

Retirar as vagens dessas cinco plantas, contá-las e anotar o número total de vagens.

Etapa 3

Separar as vagens apodrecidas, contá-las e anotar o número.

Etapa 4

Debulhar todas as vagens sem sintoma visual de apodrecimento e se for encontrado um grão podre ou ardido dentro da vagem, colocá-la junto com as vagens que apresentaram o sintoma visualmente.

Etapa 5

Fazer uma regra de três com o total de vagens coletadas versus o total de vagens classificadas.

Etapa 6

Para avaliar o percentual de grãos podres e ardidos e grãos verdes, debulhar todas as vagens utilizadas na avaliação fazendo pelo menos 5 amostragens na massa de grãos.

Etapa 7

Separar os grãos ardidos e podres.

Etapa 8

Separar os grãos verdes.

Etapa 9

Cálculo do porcentual de grãos podres, ardidos (defeituosos) e verdes. São coletados 100 grãos em cada amostragem, dai basta separar os grãos defeituosos e verdes e contá-los. Como a amostra é de 100 grãos por vez, você já tem diretamente a porcentagem dos grãos de cada amostras. Portanto, basta somar o número de grãos ardidos de cada amostragem e dividir pelo número de amostragem realizada. Para os grãos verdes o procedimento é o mesmo.

BIBLIOGRAFIA E LINKS RELACIONADOS

Metodologia para avaliação a campo e em laboratório de linhagens/cultivares de soja para podridão de vagens e grãos. Comunicado Embrapa Agrossilvipastoril, Sinop, MT Embrapa Soja, Londrina, PR, Janeiro, 2022.

Espaço para parceiros do Agro aqui

Tags: , , , ,

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

agosto 2022
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
LinkedIn
YouTube
Instagram
Menu