Liderança feminina no agronegócio

Seja bem-vindo(a) a Newsletter da Agro Insight, um espaço de artigos autorais e curadoria sobre tecnologias, sustentabilidade e gestão para o agro.

Se você ainda não é assinante, junte-se a mais de 8 mil profissionais do Agro, consultores e produtores rurais que recebem gratuitamente conteúdos de qualidade selecionados toda semana, adicionando o seu e-mail abaixo:

É comum notar que muitas mulheres demonstram notável habilidade de liderança e frequentemente assumem a dianteira na formação de grupos e orientam as decisões. Em um contexto mais prático, pense em um conjunto de crianças no jardim de infância; geralmente, você observará uma garotinha que lidera as brincadeiras e guia o grupo. Essa dinâmica da infância muitas vezes se projeta na vida adulta. Em diversos cenários, como no mercado de trabalho, nas instituições de ensino superior e nas próprias equipes, a presença feminina pode se transformar em um farol de liderança de destaque. Mas, já refletiu sobre o porquê disso? Existem traços comuns entre essas mulheres?

Mulheres ainda são minoria no agronegócio e recebem menos do que os homens - Canasol

Fonte da imagem: Canasol 30/10/2023

Algumas vezes, uma mulher que lidera uma equipe no ambiente de trabalho já possuía essa personalidade natural, mantendo essa postura desde os tempos de escola. Em outros casos, essa liderança é cultivada ao longo da vida, e a mulher se torna um modelo de liderança em seu campo de atuação, mesmo que essa característica não fosse tão evidente em sua infância. O fato é que a liderança feminina, seja inata ou desenvolvida, serve como uma base sólida para muitas equipes e empresas. Ela representa o Alicerce confiável e a voz firme que a equipe busca quando precisa de direcionamento.

Então, o que todas essas vozes femininas têm em comum? As mulheres frequentemente são comunicativas, têm a habilidade de reunir pessoas com interesses e perfis semelhantes, e são eficazes na gestão de suas casas, famílias e negócios. Além disso, possuem uma capacidade notável para ensinar, compartilhar e criar conexões.

Quando uma mulher assume o papel de liderança em sua família ou em um empreendimento, isso cria um sentimento de pertencimento e, acima de tudo, estimula a continuidade dos negócios dentro da família. A mulher, ao liderar a si mesma e sua equipe, promove a igualdade de gênero e incentiva a empatia nas relações interpessoais do grupo. Uma líder feminina inspira a equipe a dar o seu melhor, enquanto mantém um ambiente acolhedor e empático. Ela oferece apoio sem abrir mão da firmeza, mantendo a coerência e encontrando soluções com destreza.

Mulheres. Líderes em seus lares, negócios, famílias e, sobretudo, de si mesmas.

No entanto, apesar de todas essas qualidades e habilidades que tornam líderes eficazes, por que ainda há uma sub-representação significativa de mulheres em cargas de liderança?

Embora muitas mulheres sejam dotadas de habilidades, fortaleza e determinação, enfrentam desafios relacionados ao medo, insegurança e falta de autoconhecimento. Essas lacunas no desenvolvimento podem criar uma discrepância entre o potencial de liderança que possuem e a sua própria percepção desse potencial.

Essa insegurança, que transcende o gênero, também afeta a confiança das lideranças e de toda a equipe diante de um líder que ainda não se conhece completamente. O resultado é um gestor que não desempenha um papel de liderança eficaz. Para mudar essa realidade, é necessário investir no aprimoramento da comunicação, da inteligência emocional e da empatia, a fim de desenvolver um verdadeiro espírito de liderança.

De acordo com Vanessa Sabioni, fundadora da Rede Digital Agromulher, a transformação começa com a mudança individual e a união das mulheres com visão transformadora. Vanessa destaca que a mudança não está nas mãos dos outros, mas em cada uma de nós. A união entre mulheres é fundamental para demonstrar sua capacidade.

Referência: CORRÊA, Marluce. Agromulher. Disponível em:  Agromulher 30/10/2023. 30 out. 2023
Para conhecer mais sobre liderança feminina no agro e outros assuntos, assista ao podcast da Escancaragro: Visão, liderança e inovação! Com Alessandra Zanotto!.

Diretora do grupo Zanotto, Vice-Presidente da ABAPA e indicada como uma das mulheres mais influentes no Agro pela Forbes, Alessandra vem se destacando por sua liderança antenada com a inovação, com a questão social e com os desafios do mercado atual e futuro. Além de saber um pouco mais de sua história, nesse episódio conversamos sobre os desafios da liderança feminina, incluindo sua participação em conselhos internacionais que discutem sobre esse tema dentro do Agro. Também falamos sobre o mercado e desafios da cultura do algodão, finalizando com sua visão para o futuro do setor! Inspirador e imperdível!!

 

 

Se inscreva na nossa Newsletter gratuita

Espaço para parceiros do Agro aqui

Tags: gestao, inovacao, Liderança feminina no agronegócio, Podcast Escancaragro

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

maio 2024
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  
LinkedIn
YouTube
Instagram