AlgodãoCulturas
0

Algodão Sustentável

Algodão sustentável

Seja bem-vindo(a) a Newsletter da Agro Insight, um espaço de artigos autorais e curadoria sobre tecnologias, sustentabilidade e gestão para o agro.

Se você ainda não é assinante, junte-se a mais de 8 mil profissionais do Agro, consultores e produtores rurais que recebem gratuitamente conteúdos de qualidade selecionados toda semana, adicionando o seu e-mail abaixo:

(Curadoria Agro Insight)

Olá pessoal do Agro!

Trouxemos mais um trabalho de curadoria sobre a cultura do algodão. Mas hoje vamos abordar um mercado altamente promissor, no qual, grandes empresas já estão focando seus investimentos pensando no futuro.

Atualmente, em todos os setores do agronegócio, existe uma crescente preocupação com a produção sustentável, e na cotonicultura não é diferente. Hoje as grandes marcas de confecções já demandam cada vez mais fibras oriunda de sistemas de produção focados nas boas práticas agrícolas e que fortaleçam a sua agenda de sustentabilidade. Desta forma, acreditamos que os produtores também devem ficar atentos a essa tendência de mercado.

Como exemplo desse panorâma, temos a matéria do jornal Valor Econômico indicando que a Amaggi, maior trading agrícola de capital nacional, vai investir US$ 209,5 milhões, ou cerca de R$ 1 bilhão, para expandir a produção de algodão no Mato Grosso. Estando previsto inclusive, a conversão de uma área de 37,5 mil hectares destinada atualmente ao plantio de milho para o cultivo de algodão, com uma expectativa de incrementar em quase 70 mil toneladas a colheita da fibra já na próxima safra.

Um dos principais objetivos desse investimento é de aumentar a produção de algodão certificado pela Better Cotton Initiative (BCI). A BCI é um programa global focado na sustentabilidade do algodão do mundo e leva em conta inúmeros critérios socioambientais para certificação, como a observação das leis trabalhistas, com condições justas de trabalho e o uso eficiente da água, entre outros.

Atualmente a Amaggi possui um programa que assegura que toda a produção de algodão da companhia possui rastreabilidade desde a origem até o destino. Por essa razão, a pluma produzida pelo grupo também recebe o selo Algodão Brasileiro Responsável (ABR).

As certificações voltadas à sustentabilidade, além de transmitirem uma imagem positiva aos clientes e consumidores, possibilitam aos produtores, acesso a mercados exigentes e que remuneram melhor. Por tanto, além de uma exigência no futuro, pode ser uma oportunidade no presente.

Para acessar a matéria completa do jornal Valor Econômico,  intitulada “Amaggi investirá R$ 1 bi em cultivo de algodão ‘verde’“, clique aqui.

Considerações

Na curadoria de hoje, a mensagem que gostaríamos de deixar, é que o produtor precisa ficar atento às demandas de mercado para o presente e para o futuro. Nesse contexto, a produção sustentável voltada a aspectos ambientais e à justiça social, já é e será ainda mais, um dos principais objetivo a serem alcançados. Desta forma, é altamente recomendável que os produtores iniciem um planejamento visando alinhar o seu sistema de produção às premissas de uma agricultura mais sustentável.

 

Se inscreva na nossa Newsletter gratuita

Espaço para parceiros do Agro aqui

Tags: algodão sustentável, Produção sustentável, sustentabilidade

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

maio 2024
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  
LinkedIn
YouTube
Instagram