Curadoria
0

Mapa registra novas alternativas de produtos para o manejo das lavouras

(Curadoria Agro Insight)

O Ato n° 18 do Departamento de Sanidade Vegetal e Insumos Agrícolas da Secretaria de Defesa Agropecuária, traz o registro de 28 defensivos agrícolas formulados, ou seja, produtos que efetivamente estarão disponíveis para uso pelos agricultores. Desses, dois são de ingredientes ativos inéditos, sendo um deles considerado de baixo impacto.

Entre os produtos químicos registrados, pela primeira vez um produto formulado à base do ingrediente ativo Bistriflurom será ofertado aos agricultores. Trata-se de um inseticida fisiológico para o controle de lagartas importantes, com indicação de uso nas culturas do algodão, citros, milho e soja. Segundo a classificação da Anvisa, este é um produto Classe V, ou seja, improvável de causar dano agudo.

Para o controle da ferrugem-asiática e da mancha-alvo na soja, novamente será ofertado um fungicida à base de Impirfluxam, o terceiro registrado em 2022.

A novidade dos biológicos fica por conta do primeiro registro da vespinha Trichospilus diatraeae com uso aprovado para a agricultura orgânica. As larvas dessa vespinha parasitam as pupas das lagartas, sendo nesse registro específico, indicada para controle da lagarta dos eucaliptos e da broca da cana-de-açúcar.

Além disso, outros quatro produtos foram registrados com uso aprovado para a agricultura orgânica. Uma vespinha, Palmistichus elaeisis, um isolado de Beauveria bassiana, um Metarhizium anisopliae e um outro com o óleo de neem.

Outros três produtos de baixo impacto divulgados no Ato são hormônios vegetais, que embora não tenham efeito tóxico para pragas são registrados com base na mesma Lei dos Agrotóxicos.

Os produtos de baixo impacto são importantes para a agricultura não apenas pelos aspectos toxicológico e ambiental, mas também por beneficiar as culturas de suporte fitossanitário insuficiente, uma vez que esses produtos são aprovados por pragas-alvo e podem ser recomendados em qualquer cultura.

Os demais produtos utilizam ingredientes ativos já registrados anteriormente no país. O registro de defensivos genéricos é importante para diminuir a concentração do mercado e aumentar a concorrência, o que resulta em um comércio mais justo e em menores custos de produção para a agricultura brasileira.

Todos os produtos registrados foram analisados e aprovados pelos órgãos responsáveis pela saúde, meio ambiente e agricultura, de acordo com critérios científicos e alinhados às melhores práticas internacionais.

 

PRODUTOS REGISTRADOS PELO ATO Nº 18, DE 14 DE ABRIL DE 2022:

1.Titular do registro: Dow Agrosciences Industrial Ltda.- Barueri/SP.

Marca comercial: PRODIGY

Nome comum: Metoxifenozida.

Indicação de uso: Indicado para as culturas de Algodão, Feijão, Maçã, Milho, Soja, Tomate e Trigo.

Classificação toxicológica: Categoria 5 – Produto Improvável de Causar Dano Agudo.

Classificação quanto ao potencial de periculosidade ambiental: Classe III – Produto Perigoso ao Meio Ambiente.

2. Titular do registro: Stoller do Brasil Ltda. – Cosmópolis/SP.

Nome comum: Cinetina; Ácido Giberélico, GA3; Ácido 4-Indol-3Ilbutírico.

Indicação de uso: Indicado para as culturas de Algodão, Arroz, Batata, Café, Cana-de-açúcar, Cebola, Cevada, Citros, Feijão, Mamão, Melão, Milho, Soja, Tomate, Trigo e Uva.

Classificação toxicológica: Não Classificado – Produto Não Classificado.

Classificação quanto ao potencial de periculosidade ambiental: Classe IV – Pouco Perigoso ao Meio Ambiente.

3. Titular do registro: Helm do Brasil Mercantil Ltda.- São Paulo/SP.

Marca comercial: HIGON R.

Indicação de uso: Indicado para as culturas de Eucalipto, Pinus e Soja.

Classificação toxicológica: Categoria 5 – Produto Improvável de Causar Dano Agudo.

Classificação quanto ao potencial de periculosidade ambiental: Classe III – Produto Perigoso ao Meio Ambiente.

4. Titular do registro: Nortox S.A.- Arapongas/PR.

Marca comercial: TIOFANATO NORTOX.

Indicação de uso: Indicado para as culturas de Algodão, Banana, Citros, Ervilha, Manga, Milho, Pinhão manso, Rosa e Soja.

Classificação toxicológica: Categoria 5 – Produto Improvável de Causar Dano Agudo.

Classificação quanto ao potencial de periculosidade ambiental: Classe III – Produto Perigoso ao Meio Ambiente

5. Titular do registro: Helm do Brasil Mercantil Ltda.- São Paulo/SP.

Marca comercial: BENKEI.

Nome comum: Buprofezina.

Indicação de uso: Indicado para as culturas de Algodão, Citros, Feijão, Soja e Tomate.

Classificação toxicológica: Categoria Não Classificado.

Classificação quanto ao potencial de periculosidade ambiental: Classe III – Produto perigoso ao meio ambiente

6. Titular do registro: Tecnomyl Brasil Distribuidora de Produtos Agrícolas Ltda.- Foz do Iguaçu/PR.

Marca comercial: HALOXIFOP-METÍLICO 124,7 EC TECNOMYL I.

Indicação de uso: Indicado para as culturas de Algodão, Feijão e Soja.

Classificação toxicológica: Classe I – Extremamente Tóxico.

Classificação quanto ao potencial de periculosidade ambiental: Classe III – Produto Perigoso ao Meio Ambiente.

7. Titular do registro: Helm do Brasil Mercantil Ltda.- São Paulo/SP.

Marca comercial: NUCLEUS.

Indicação de uso: Indicado para Pastagens.

Classificação toxicológica: Categoria 5 – Produto Improvável de Causar Dano Agudo.

Classificação quanto ao potencial de periculosidade ambiental: Classe III – Produto Perigoso ao Meio Ambiente.

8. Titular do registro: Rainbow Defensivos Agrícolas Ltda.- Porto Alegre/RS.

Marca comercial: WINOUT XTRA.

Nome comum: Fluazinam.

Indicação de uso: Indicado para as culturas de Batata, Cana-de-açúcar, Feijão, Soja e Tomate.

Classificação toxicológica: Categoria 4 – Produto Pouco Tóxico.

Classificação quanto ao potencial de periculosidade ambiental: Classe II – Produto Muito Perigoso ao Meio Ambiente.

9. Titular do registro: Rainbow Defensivos Agrícolas Ltda.- Porto Alegre/RS.

Marca comercial: RAINVEL.

Nome comum: Dicamba.

Indicação de uso: Indicado para as culturas de Cana-de-açúca, Milho, Milheto, Sorgo, Aveia, Centeio, Cevada, Triticale, Soja, Feijão, Ervilha, Grão-de-bico, Lentilha, Canola, Gergelim, Linhaça e Trigo.

Classificação toxicológica: Categoria 5 – Produto Improvável de Causar Dano Agudo.

Classificação quanto ao potencial de periculosidade ambiental: Classe III – Produto Perigoso ao Meio Ambiente

10. Titular do registro: Upl do Brasil Indústria e Comércio de Insumos Agropecuários S.A.- Ituverava/SP.

Marca comercial: METOLOX 96 EC.

Nome comum: S-Metacloro.

Indicação de uso: Indicado para as culturas de Algodão, Cana-de-açúcar, Feijão, Girassol, Milho e Soja.

Classificação toxicológica: Categoria 4 – Produto Pouco Tóxico.

Classificação quanto ao potencial de periculosidade ambiental: Classe II – Produto Muito Perigoso ao Meio Ambiente.

11. Titular do registro: Nortox S.A.- Arapongas/PR.

Marca comercial: AMICARBAZONE NORTOX.

Nome comum: Amicarbazona.

Nome científico, no caso de agente biológico: Não se aplica.

Indicação de uso: Indicado para as culturas de Cana-de-açúcar e Milho.

Classificação toxicológica: Categoria 4 – Produto Pouco Tóxico.

Classificação quanto ao potencial de periculosidade ambiental: Classe III – Produto Perigoso ao Meio Ambiente.

12. Titular do registro: Ouro Fino Química S.A.- Uberaba/MG.

Marca comercial: GARROTEBR.

Nome comum: Fluroxipir-meptilico; Picloram – Sal de Triisopropanolamina.

Indicação de uso: Indicado para Pastagens.

Classificação toxicológica: Categoria 5 – Produto Improvável de Causar Dano Agudo.

Classificação quanto ao potencial de periculosidade ambiental: Classe II – Produto Muito Perigoso ao Meio Ambiente.

13. Titular do registro: Morsoleto & Vicente Cano Ltda.- Sertãozinho/SP.

Marca comercial: BIOPALMIS.

Nome científico, no caso de agente biológico:Palmistichus elaeisis.

Indicação de uso: Indicado para qualquer cultura com ocorrência do alvo biológicoThyrinteina arnobia.

Classificação toxicológica: Não Classificado – Produto Não Classificado.

Classificação quanto ao potencial de periculosidade ambiental: Classe IV – Pouco Perigoso ao Meio Ambiente.

Produto Fitossanitário com Uso Aprovado para a Agricultura Orgânica

14. Titular do registro: Basf S.A.- São Paulo/SP.

Marca comercial: PLATEAU SPIN.

Nome comum: Imazapique.

Indicação de uso: Indicado para Cana-de-açúcar.

Classificação toxicológica: Não Classificado.

Classificação quanto ao potencial de periculosidade ambiental: Classe III – Produto Perigoso ao Meio Ambiente.

15. Titular do registro: Sumitomo Chemical do Brasil Representações Ltda.- São Paulo/SP.

Marca comercial: PLANITY.

Nome comum: Impirfluxam; Tebuconazol.

Indicação de uso: Indicado para Soja.

Classificação toxicológica: Categoria 5 – Produto Improvável de Causar Dano Agudo.

Classificação quanto ao potencial de periculosidade ambiental: Classe II – Produto Muito Perigoso ao Meio Ambiente.

16. Titular do registro: Stoller do Brasil Ltda.- Cosmópolis/SP.

Marca comercial: STM-R1.

Nome comum: Cinetina; Ácido Giberélico, GA3; Ácido 4-Indol-3Ilbutírico.

Indicação de uso: Indicado para as culturas de Alface, Algodão, Arroz, Batata, Café, Cana-de-açúcar, Cebola, Cevada, Citros, Feijão, Mamão, Melão, Milho, Soja, Tomate, Trigo e Uva.

Classificação toxicológica: Não Classificado – Produto Não Classificado.

Classificação quanto ao potencial de periculosidade ambiental: Classe IV – Pouco Perigoso ao Meio Ambiente.

17. Titular do registro: Oxon Brasil Defensivos Agrícolas Ltda.- São Paulo/SP.

Marca comercial: SPARVIERO 100.

Resultado do pedido: Deferido. Concedido Certificado com registro nº 06822, conforme processo nº 21000.005915/2015-76, protocolado em 08/09/2015.

Nome comum: Lambda-Cialotrina.

Indicação de uso: Indicado para as culturas de Algodão, Milho e Soja.

Classificação toxicológica: Categoria 4 – Produto Pouco Tóxico.

Classificação quanto ao potencial de periculosidade ambiental: Classe II – Produto Muito Perigoso ao Meio Ambiente.

18. Titular do registro: Rainbow Defensivos Agrícolas Ltda.- Porto Alegre/RS.

Marca comercial: COFENRIN.

Nome comum: Bifentrina.

Indicação de uso: Indicado para as culturas de Algodão, Batata, Cana-de-açúcar, Canola, Eucalipto, Milho e Uva.

Classificação toxicológica: Categoria 3 – Produto Moderadamente Tóxico.

Classificação quanto ao potencial de periculosidade ambiental: Classe II – Produto Muito Perigoso ao Meio Ambiente.

19. Titular do registro: Iharabras S.A. Indústrias Químicas- Sorocaba/SP.

Marca comercial: HANARO.

Nome comum: Bistriflurom.

Indicação de uso: Indicado para as culturas de Algodão, Citros, Milho e Soja.

Classificação toxicológica: Categoria 5 – Produto Improvável de Causar Dano Agudo.

Classificação quanto ao potencial de periculosidade ambiental: Classe IV – Produto Pouco Perigoso ao Meio Ambiente.

20. Titular do registro: Cropchem Ltda.- Porto Alegre/RS.

Marca comercial: WIKING 600 WG.

Nome comum: Metsulfurom-Metílico.

Nome científico, no caso de agente biológico: Não se aplica.

Indicação de uso: Indicado para as culturas de Arroz irrigado, Arroz, Aveia Branca, Aveia Preta, Café, Cana-de-açúcar, Cevada, Trigo, Triticale e Pastagens.

Classificação toxicológica: Categoria 5 – Produto Improvável de Causar Dano Agudo.

Classificação quanto ao potencial de periculosidade ambiental: Classe III – Produto Perigoso ao Meio Ambiente.

21. Titular do registro: Proventis Lifescience Defensivos Agrícolas Ltda.- São Paulo/SP.

Marca comercial: FIPRONIL 800 WG PROVENTIS.

Nome comum: Fipronil.

Nome científico, no caso de agente biológico: Não se aplica.

Indicação de uso: Indicado para as culturas de Cana-de-açúcar, Eucalipto e Milho.

Classificação toxicológica: Categoria 4 – Produto Pouco Tóxico.

Classificação quanto ao potencial de periculosidade ambiental: Classe II – Produto Muito Perigoso ao Meio Ambiente.

22. Titular do registro: Oxon Brasil Defensivos Agrícolas Ltda.- São Paulo/SP.

Marca comercial: YETI.

Nome comum: Azoxistrobina.

Indicação de uso: Indicado para as culturas de Algodão, Arroz, Aveia, Banana, Cevada, Soja e Trigo.

Classificação toxicológica: Categoria 4 – Produto Pouco Tóxico.

Classificação quanto ao potencial de periculosidade ambiental: Classe II – Produto Muito Perigoso ao Meio Ambiente.

23. Titular do registro: Ouro Fino Química S.A.- Uberaba/MG.

Marca comercial: VIGORBR.

Nome comum: Imidacloprido.

Indicação de uso: Indicado para as culturas de Algodão, Milho e Soja.

Classificação toxicológica: Classe III – Medianamente Tóxico.

Classificação quanto ao potencial de periculosidade ambiental: Classe III – Produto Perigoso ao Meio Ambiente.

24. Titular do registro: Morsoleto & Vicente Cano Ltda.- Sertãozinho/SP.

Marca comercial: BIODIATRAEA.

Nome científico, no caso de agente biológico:Trichospilus diatraeae.

Indicação de uso: Indicado para qualquer cultura com ocorrência dos alvos biológicosDiatraea saccharalis e Thyrinteina arnobia.

Classificação toxicológica: Não Classificado – Produto Não Classificado.

Classificação quanto ao potencial de periculosidade ambiental: Classe IV – Produto Pouco Perigoso ao Meio Ambiente.

Produto Fitossanitário com Uso Aprovado para a Agricultura Orgânica.

25. Titular do registro: Oligos Biotecnologia Fabricação de Defensivos Agrícolas Ltda.- São José do Rio Preto/SP.

Marca comercial: BEAUVE 100.

Nome científico, no caso de agente biológico:Beauveria bassiana, isolado IBCB 66.

Indicação de uso: Indicado para qualquer cultura com ocorrência dos alvos biológicosBemisia tabaciraça B,Cosmopolites sordidus, Tetranychus urticae, Dalbulus maidis e Sphenophorus levis.

Classificação toxicológica: Categoria 5 – Produto Improvável de Causar Dano Agudo.

Classificação quanto ao potencial de periculosidade ambiental: Classe IV – Produto Pouco Perigoso ao Meio Ambiente.

Produto Fitossanitário com Uso Aprovado para a Agricultura Orgânica.

26. Titular do registro: Oligos Biotecnologia Fabricação de Defensivos Agrícolas Ltda.- São José do Rio Preto/SP.

Marca comercial: HIZIUM 100.

Nome científico, no caso de agente biológico:Metarhizium anisopliae, isolado IBCB 425.

Indicação de uso: Indicado para qualquer cultura com ocorrência dos alvos biológicosMahanarva fimbriolata, Zulia entreriana e Deois flavopicta.

Classificação toxicológica: Categoria 5 – Produto Improvável de Causar Dano Agudo.

Classificação quanto ao potencial de periculosidade ambiental: Classe IV – Produto Pouco Perigoso ao Meio Ambiente.

Produto Fitossanitário de Uso Aprovado Para a Agricultura Orgânica.

27. Titular do registro: AllierBrasil Agro Ltda.- São Paulo/SP.

Marca comercial: MPOWER GLIFOSATO 480 SL.

Nome comum: Glifosato, Sal de isopropilamina.

Indicação de uso: Indicado para as culturas de Ameixa, Banana, Cacau, Café, Cana-de-açúcar, Citros, Maçã, Milho, Nectarina, Pera, Pêssego, Soja, Trigo, Uva, Pastagem, Pinus, Eucalipto, Algodão, Feijão, Arroz, Arroz irrigado e Seringueira.

Classificação toxicológica: Categoria 5 – Produto Improvável de Causar Dano Agudo.

Classificação quanto ao potencial de periculosidade ambiental: Classe III – Produto Perigoso ao Meio Ambiente.

28. Titular do registro: AllierBrasil Agro Ltda.- São Paulo/SP.

Marca comercial: GLIFOSATO FARMWAY 480.

Nome comum: Glifosato, Sal de isopropilamina.

Indicação de uso: Indicado para as culturas de Ameixa, Banana, Cacau, Café, Cana-de-açúcar, Citros, Maçã, Milho, Nectarina, Pera, Pêssego, Soja, Trigo, Uva, Pastagem, Pinus, Eucalipto, Algodão, Feijão, Arroz, Arroz irrigado e Seringueira.

Classificação toxicológica: Categoria 5 – Produto Improvável de Causar Dano Agudo.

Classificação quanto ao potencial de periculosidade ambiental: Classe III – Produto Perigoso ao Meio Ambiente.

Espaço para parceiros do Agro aqui

Tags: , , , , ,

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

maio 2022
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
LinkedIn
YouTube
Instagram
Menu