SLC Agrícola registra Lucro em 2023

Seja bem-vindo(a) a Newsletter da Agro Insight, um espaço de artigos autorais e curadoria sobre tecnologias, sustentabilidade e gestão para o agro.

Se você ainda não é assinante, junte-se a mais de 8 mil profissionais do Agro, consultores e produtores rurais que recebem gratuitamente conteúdos de qualidade selecionados toda semana, adicionando o seu e-mail abaixo:

SLC Agrícola registra Lucro Líquido de R 938 milhões em 2023, com margem líquida de 13% e margem EBITDA Ajustada de 37,5%

Níveis de produtividade da companhia foram recordes, acima da média nacional

Em 06 de março de 2024 a SLC Agrícola, uma das maiores produtoras de commodities agrícolas do país, divulgou os resultados financeiros correspondentes ao quarto trimestre e ao ano completo de 2023, apresentando bons resultados e alta produtividade, com Lucro Líquido de R$ 938 milhões em 2023, proporcionando uma margem líquida de 13%.

SLC Agrícola registra lucro de R$ 938 mi - Money Report

Fonte: money report 14/03/2024

A Receita Líquida da companhia no ano foi de R$ 7,2 bilhões, uma pequena queda de 1,9% em relação a 2022. O EBITDA Ajustado foi de R$ 2,7 bilhões, com uma margem EBITDA Ajustada de 37,5% e uma Geração de Caixa Livre de R$429 milhões. A geração de caixa foi impactada pelo atraso no embarque do algodão (do algodão safra 2022/23, 101 mil toneladas foram embarcadas em 2023 e resta um saldo de 226 mil toneladas a serem embarcadas em 2024) e pela compra de 12 mil ha de terras da Fazenda Paysandu (cujo desembolso no ano foi de R$290 milhões). Mesmo assim, a alavancagem se manteve baixa em 1,06x.

Produtividade em alta

A produção de soja ficou apenas 1,8% abaixo à verificada no ano anterior – que foi recorde -, com 3.904 kg/ha, em linha com o projetado. Ainda assim, a companhia se manteve 11,3% acima da média produzida no Brasil, de acordo com dados da CONAB de fevereiro deste ano.

Já a produção de algodão e milho 2ª safra foram recordes na companhia e superiores à média nacional. A produção do algodão em pluma 1ª safra atingiu 2.000 kg/ha, ficando 3,8% superior ao que havia sido projetado e 18,9% acima do que foi produzido na safra anterior. O algodão em pluma 2ª safra encerrou o período com uma produtividade de 2.037 kg/ha, 10,8% superior ao projetado e 56,1% a mais do verificado na safra 2021/22. A média de produtividade da SLC Agrícola em algodão em pluma 1ª safra e 2ª safra foi 5,8% superior à média do mercado brasileiro. A produtividade do milho 2ª safra foi recorde, com uma produtividade de 7.708 kg/ha, 29,5% superior à média verificada no país.

“Na safra 2022/23 os níveis de produtividade da SLC foram excelentes, mesmo com redução de 20% na aplicação de fertilizantes (cloreto de potássio e fosfatados). A soja teve uma excelente performance, próxima ao nosso recorde e o algodão e o milho tiverem produtividades recordes para a companhia!”, destaca o diretor presidente da SLC, Aurélio Pavinato.

Os custos por hectare na safra 2022/23 tiveram redução média (em reais) de 0,9% na comparação ao que havia sido orçado. Isso ocorreu em função do impacto da queda do preço da saca da soja nos arrendamentos e da redução da aplicação de insumos – possibilitada pelo incremento de novas tecnologias de aplicações localizadas. As produtividades superiores repercutiram positivamente no custo unitário por cultura, considerando algodão 1ª safra com redução de 2,4%, algodão 2ª safra 6,5%, soja 4,3% e milho 2,3%.

Fortalecimento da Agenda ESG

Em 2023, duas fazendas da SLC Agrícola conquistaram a certificação nas práticas de agricultura regenerativa (Programa Regenagri). Com esse reconhecimento, a companhia passou a ter a maior área certificada no Brasil.

Outro resultado do fortalecimento da agenda ESG na empresa foi a classificação A- no programa Mudanças Climáticas do CDP Latin America. Com isso, a SLC Agrícola passa a fazer parte do grupo

“Lideranças em Mudanças Climáticas”, fórum qualificado de âmbito continental em matéria de sustentabilidade. Adicionalmente, a companhia avançou 18 posições no Índice de Sustentabilidade Empresarial – ISE B3, que acompanha as empresas que se destacam pelo seu compromisso com a sustentabilidade empresarial. Ainda em 2023, a SLC completou 16 anos de presença na B3 e está em três índices de Sustentabilidade da Bolsa de Valores: ISE, ICO2 e IGPTW.

Sobre a SLC Agrícola    

Fundada em 1977, a SLC Agrícola é uma das maiores produtoras de commodities agrícolas do país. Possui 22 unidades de produção localizadas em sete estados brasileiros, na região do Cerrado, e matriz em Porto Alegre (RS). Produz algodão, soja e milho e se dedica à criação de gado no modelo integração lavoura-pecuária (ILP). Para a safra 2023/2024, a previsão é de uma área plantada de 652 mil hectares. Também produz e comercializa sementes de soja e algodão sob a marca SLC Sementes. Uma das primeiras empresas do agronegócio a ter ações negociadas em Bolsa de Valores (SLCE3), a SLC Agrícola compõe alguns dos principais indicadores da B3, como o IBOVESPA, IBRX100, ICO2 e ISE, entre outros. Em 2021, formalizou sua política de Desmatamento Zero.

Se inscreva na nossa Newsletter gratuita

Espaço para parceiros do Agro aqui

Tags: algodão, lucro, Mercado, milho, produtividade, Safra, SLC Agrícola, soja

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

abril 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  
LinkedIn
YouTube
Instagram