NotíciasResumo de notícias
0

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DA SEMANA (26/03/2021 a 01/04/2021)

Editor Agro Insight

Veja as principais notícias da semana no mundo Agro.

Acompanhe na integra as principais notícias do mundo agro no nosso Portal. Fique informado e compartilhe nas suas redes sociais.

Notícias gerais

Noticias da Semana

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DA SEMANA

(25/03/2021 a 01/04/2021)

Novas cultivares de soja foram lançadas pela Embrapa e trazem boas opções para o produtor

No último dia 25 a Embrapa e a Fundação Meridional lançaram cinco cultivares de soja para o país. Destas, quatro são convencionais e uma é transgênica. Como principais caraterísticas destas variedades estão: tolerância a percevejos, a ferrugem asiática e glifosato, além de características que permitem a semeadura antecipada da oleaginosa.

As cultivares convencionais lançadas são: BRS 523, do grupo de maturidade 5.8, com características da tecnologia Block®, possui maior tolerância ao complexo de percevejos; BRS 537, pertence ao grupo de maturidade 6.0, com elevada capacidade de produção, precoce o que permite antecipar a semeadura, além de excelente sanidade; BRS 539, pertence ao grupo de maturidade 6.1, resistente a ferrugem asiática e tolerante ao percevejo, de ciclo precoce e alto potencial produtivo; BRS 573, grupo de maturidade 7.3, com alta performance produtiva em toda a região de indicação, com semeadura antecipada  e excelente sanidade.

Já a cultivar transgênica é a BRS 1054 IPRO, tolerante ao glifosato e controla algumas espécies de lagartas, altamente produtiva, estabilidade de produção com precocidade, pertencendo ao grupo de maturidade 5.4.

Ver mais: https://www.canalrural.com.br/projeto-soja-brasil/embrapa-lanca-5-novas-cultivares-de-soja-confira-suas-caracteristicas/

 

O aumento da área de produção de milho pode ser influenciado pela alta dos preços

De acordo com Luiz Pacheco, analista da TF Agroeconômica, a demanda Chinesa é a principal responsável pela alta do milho. Segundo o analista os preços subiram como em todos as commodities de grão e isso é devido a alta demanda da China por carne.

Outro ponto destacado por Pacheco é de que o preço do milho ainda tenha espaço para subir ainda mais, além de acreditar que o aumento do preço do cereal reflita na ampliação da área de produção nos próximos quatro anos.

Ver mais: https://www.canalrural.com.br/programas/informacao/rural-noticias/milho-precos-elevados-devem-estimular-aumento-da-area-nos-proximos-anos/

Novo inoculante para adubação nitrogenada na cultura da soja  

O novo inoculante lançado pela Novozymes BioAg para substituir totalmente a adubação nitrogenada na cultura da soja, promete garantir alta produtividade com custo baixo. Por exemplo, uma adubação de soja com 900kg de ureia tradicional, custa em torno de R$ 1.820,00 ha-1. A mesma quantidade de soja adubada com o inoculante Cell Tech Max tem um custo de R$ 2,50 ha-1 para o produtor. Isso quando comparado a uma produção sem inoculação, o que sabemos não ser uma prática comum, portanto a conta deve ser comparada com outros inoculantes do mercado e não somente sem a utilização de nenhum.

O Cell Tech Max é um inoculante líquido formulado com bactérias do gênero Bradyrhizobium japonicum, fixadoras de nitrogênio, com 27 meses de estabilidade.

O novo inoculante líquido garante adequada concentração de organismos viáveis e eficientes, aumentando a fixação biológica de nitrogênio e melhorando os níveis de rendimento, além de oferecer uma colheita sustentável e de qualidade. O produto estará disponível para ser usado na próxima safra.

 

Ver mais: https://www.agrolink.com.br/noticias/inoculante-apresenta-27-meses-de-estabilidade_447985.html

 

Navio Ever Given é desencalhado após 6 dias encalhado no Canal de Suez

No último dia 23, o navio porta-contêineres Ever Given, de 400 metros de comprimento, encalhou no Canal de Suez. Com isso bloqueou a passagem de outras embarcações pela principal rota marítima que liga Ásia e Europa, por onde é escoado 12% de todo o comércio mundial.

No entanto, na última segunda feira, dia 29, o navio voltou a navegar. De acordo com informações da Autoridade do canal de Suez (SCA), foram realizadas manobras de empurrar e rebocar o navio, e estas foram bem sucedidas, levando a restaurar em 80% a direção da embarcação. Após a completa restauração da direção do navio, será liberada a navegação pelo Canal de Suez.

De acordo com a publicação especializada em comércio marítimo Lloyd’s List, o fato acarretou em prejuízos de aproximadamente US$ 400 milhões por hora.

Pelo canal de Suez, passam diariamente em torno de 100 embarcações, e a cada dia que o canal ficou bloqueado, o atraso no comércio mundial se acumulou. Devido a isso, algumas commodities, como o petróleo, tiveram altas significativas em decorrência do bloqueio do canal.

Ver mais: https://www.canalrural.com.br/noticias/navio-gigante-encalhado-no-canal-de-suez-volta-a-navegar-apos-seis-dias/

Exportações de carne suína seguem em alta no mês março, impulsionada pela China

De acordo com os dados preliminares lançados pelo ministério da economia, as exportações brasileiras de carne suína no mês de março seguiram em ritmo bom.

O Brasil embarcou, até a terceira semana de março 66,157 mil toneladas de carne suína, superando as 63,296 mil toneladas exportadas durante todo o mês de março de 2020.

Para a Scot Consultoria, o principal fator de crescimento das exportações é em decorrência às notícias relacionadas ao aumento no número de casos da peste suína africana. A consultoria também afirma que as exportações estão no maior patamar dos últimos seis meses.

Atualmente, quando o assunto é exportação, a carne suína segue com destaque em relação as demais proteínas. No acumulado até a terceira semana de março o Brasil exportou 88,769 mil toneladas de carne bovina, abaixo das 125,882 mil toneladas em março de 2020. Já com relação a exportação de carne de aves e miudezas estas somaram 244,081 mil toneladas na parcial de março.

Ver mais: https://www.canalrural.com.br/noticias/exportacoes-carne-suina-superam-montante-embarcado-marco-20/

Embrapa desenvolve novo bioinsumo à base de algas

Um novo bioinsumo à base de alga foi desenvolvido pela Embrapa Agroenergia em parceria com outras instituições. O bioinsumo, que pode ser categorizado como bioestimulante, consiste na mistura de extratos secos de cianobactéria com um fertilizante foliar que contém nitrogênio, fósforo e potássio, além dos micronutrientes boros, zinco e molibdênio, potencializando as respostas fisiológicas e a defesa das plantas.

De acordo com os resultados obtidos através das avaliações, foi possível constatar que em condições controladas em casa de vegetação, as produções de soja e milho foram favorecidas de forma significativa e tiveram um aumento no crescimento e enraizamento das plantas de até 10%. Segundo o pesquisador, Cesar Miranda, foi possível observar que as plantas que receberam o produto ficaram mais vigorosas e produtivas se comparadas com aquelas que não receberam o produto.

Os biofertilizantes são indicados para serem aplicados nos períodos de maior demanda de energia pelas plantas, garantindo um aporte adicional de nutrientes essenciais em fases críticas da cultura, por exemplo no período de floração das plantas.

O pesquisador Miranda, destaca ainda que o uso de fertilizante a base de macroalga importada ainda é pouco comum entre os produtos do Brasil, e que atualmente os produtores de soja são os que mais utilizam esta tecnologia. No entanto esta prática vem crescendo nos últimos anos, especialmente por que os produtores já conhecem os efeitos de insumos aplicados na soja, principalmente os que utilizam a inoculação de Bradyrhizobium para a fixação biológica de nitrogênio.

 

Ver mais: https://www.embrapa.br/busca-de-noticias/-/noticia/60299918/novo-bioinsumo-a-base-de-algas-melhora-crescimento-e-defesa-das-plantas?link=agencia

 

Normatização para hortaliças folhosas contribui para produção mais sustentável e de qualidade

O desenvolvimento de um protocolo de boas práticas será capaz de reduzir em até 30% os custos do produtor de hortaliças folhosas. A Produção Integrada de Folhosas, Inflorescências e Condimentares (PIFIC), foi desenvolvida para 32 espécies de hortaliças, visando aumentar a sustentabilidade da atividade, a segurança e a qualidade dos alimentos produzidos. Recentemente o grupo das folhosas foi incluído no Sistema de Produção Integrada Agropecuária de Cadeia Agrícola.

De acordo com o pesquisador e coordenador da PIFIC, Jorge Anderson, a normatização estabelece uso de quantidades adequadas de insumos químicos protegendo a saúde do consumidor e do trabalhador, reduzindo impactos ambientais. Além de ofertar um produto com valor agregado e acesso a nichos de mercados diferenciados. Outro ponto destacado pelo pesquisador é a garantia de um alimento seguro e de alto padrão de qualidade.

Os produtores podem aderir de forma voluntária a produção integrada, contudo as etapas para obtenção da certificação devem ser cumpridas, afim de obter a certificação por meio do selo “Brasil certificado”, o qual atesta o uso de boas práticas agrícolas, ambientais e trabalhistas.

 

Ver mais: https://www.embrapa.br/busca-de-noticias/-/noticia/60303201/producao-de-hortalicas-folhosas-ganha-normas-e-selo-de-certificacao?link=agencia

 

O Brasil importou no primeiro bimestre de 2021 mais de 5 milhões de toneladas de fertilizantes

Nos dois primeiros meses de 2021, o país importou 5,7 milhões de toneladas de fertilizantes, 50,5% a mais quando comparado ao mesmo período do ano passado. De acordo com o Comexstat, somente o Mato-Grosso foi responsável por 1,3 milhões de toneladas.

De acordo com o boletim divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB), as estimativas são que os produtores do país já teriam negociado uma significativa parcela do que é necessário até o final do ano. Essa postura dos produtores é em decorrência dos preços dos grãos estarem muito altos, favorecendo a relação de troca.

Contudo, há preocupação do governo em relação à dependência do mercado internacional e devido a isso já foram tomadas algumas medidas, como por exemplo a criação do Plano Nacional de Fertilizantes. No entanto, haverá modificações em relação a este plano, quanto a incidência do ICMS para os fertilizantes, podendo trazer mais dificuldades para o incentivo à produção nacional de insumos e aumento nos custos.

 

Ver mais: https://www.conab.gov.br/info-agro/analises-do-mercado-agropecuario-e-extrativista/boletim-logistico/item/15483-boletim-logistico-marco-2021

 

Brasil pode ser beneficiado com a suspensão de empresas exportadoras de carne na Argentina

No último dia 30, o governo Argentino suspendeu 15 exportadoras de carne que tentaram desrespeitar as regulamentações do setor. Em nota, o Ministério da Agricultura Argentino declarou que descobriu várias operações de exportação que sonegavam impostos por não estarem registradas junto ao governo Federal.

Segundo o analista de mercado, Yago Travagini, essa suspensão pode ser favorável ao Brasil, pois a argentina é a segunda maior exportadora de carne para a China e diante de tal embargo, o Brasil pode acabar exportando mais carne para China melhorando os preços.

Contudo, ainda é cedo para novas expectativas, pois não se sabe ao certo quais exportadoras são e o real volume exportado de fato. Até o momento foram divulgadas que seriam 40 toneladas, o que não é um número muito significativo. Contudo caso for confirmado um volume maior, o Brasil será beneficiado.

 

Ver mais: https://www.canalrural.com.br/programas/informacao/mercado-e-cia/carnes-suspensao-na-argentina-pode-criar-cenario-positivo-brasil/

 

 

  • Politica

 

Bolsonaro é convidado pelo líder norte-americano, Joe Biden, a participar da cúpula sobre o clima

 O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, convidou o presidente Jair Bolsonaro, e outros 39 líderes mundiais para participarem da cúpula virtual sobre o clima agendada para os dias 22 e 23 de abril. De acordo com a Casa Branca, os chefes de estado da Rússia e da China também foram convidados. Além dos líderes mundiais, o Fórum de Energia e Clima de Grandes Economias também participará do evento.

Em nota divulgada, o principal motivo do encontro é a discussão sobre a urgência e os benefícios econômicos de uma ação climática mais firme. Além de solicitar aos líderes que usem a cúpula como uma oportunidade para ressaltar como seus países pretendem colaborar para uma ambição climática mais forte.

 

Ver mais: https://www.canalrural.com.br/noticias/biden-bolsonaro-cupula-clima/

 

Lei do FIAgro é sancionada com vetos

 Na última terça-feira, foi publicado no Diário Oficial da União, a Lei 14.130/2021 que cria o FIAgro (Fundos de Investimento nas Cadeias Produtivas Agroindustriais).  O presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei com vetos. O FIAgro é uma alternativa para estimular a entrada de produtores no mercado de capitais e de investidores interessados no setor do agronegócio.

O veto, recomendado pelo Ministério da Economia, foi sobre a isenção do Imposto de Renda (IR) sobre os rendimentos distribuídos pelo FIAgro que investidores pessoas física fariam jus. Segundo o advogado Nicolas Paiva, especialista em direito imobiliário e sócio de Silveiro Advogados, caso o veto não seja revertido, o FIAgro irá perder um de seus principais atrativos.

 

Ver mais: https://www.agrolink.com.br/noticias/bolsonaro-sanciona–com-vetos–lei-do-fiagro_448116.html

Espaço para parceiros do Agro aqui

Tags: , , , , , , ,

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

julho 2021
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
LinkedIn
YouTube
Instagram
Menu