Pagamento parcelado

Pagamento parcelado

(Transcrição do Vídeo)

No nosso vídeo de hoje vou falar de um assunto extremamente importante afinal, sobre parcelamento.

Todo produtor, muitas vezes ele precisa parcelar, acha que é interessante ou até mesmo não tem aquele valor integral para comprar um determinado bem. Então, coloco aqui uma situação para vocês, um exemplo:

Um carro 0 km, um Chevrolet Onix que custa R$ 50.000. Esse produtor, ele dá 30% de entrada ou seja R$ 15.000 e ele financia o restante em 48 parcelinhas de R$ 1.100. Bom, mas essas 48 parcelinhas de R$ 1.100, ela daí nada nada um aumento final de mais de 35%, ou seja, se a gente for considerar aqui rapidamente esses R$ 1.100 que ele vai pagar, isso equivale a uma taxa, no período de 48 meses que são quatro anos, equivale a uma taxa de 1.82% ao mês, ou seja, é muita coisa, para vocês terem uma ideia a poupança o rendimento da poupança é 0.11%. Tudo bem que a gente sabe que a poupança não é investimento, mas só para vocês terem uma ideia comparativa. Então na verdade o que vale mesmo a pena ter, vale a pena esperar.

Vocês querem ver um outro exemplo, quando a gente fala em cartão de crédito. Então eu coloquei nessa tabela para vocês, eu deixei em destaque o cartão de crédito parcelado, lembrando que o valor referencial de juros para novembro de 2020 foi 7.81% ao mês, imagina que você tem uma dívida de R$ 10.000. O que isso equivale na prática? Se a gente for comparar a dívida do cartão de crédito com a poupança em um mês para R$ 10.000, você deve R$ 781 para o cartão, em detrimento da poupança que apenas te rende os míseros R$ 11.

Então voltando àquela situação do carro que eram 48 parcelas, já imaginou se você quer parcelar em 60 vezes? Na verdade, tem que tomar muito cuidado, porque em 60 vezes, aquele valor dos R$ 35.000 restantes vai gerar quase R$ 58.000, ou seja, um aumento de 65% do valor restante. E que isso na prática o que equivale? Você está pagando o seu veículo e mais meio veículo de juros para a concessionária, enfim, então nós temos que tomar muito cuidado com aquilo que nós compramos e muitas vezes compensa a gente fazer uma reserva de caixa, que nós chamamos uma reserva de emergência. Evitar ao máximo as parcelas longas né, que nós chamamos de parcelas a perder de vista, para que não ocorra de fato o poder dos juros. Nós estamos falando em juros de mercado, nós estamos falando em capitalização composta, que juros sobre juros, e muitas vezes nós estamos perdendo e muito, achando que nós estamos tendo vantagem em relação a grandes parcelas que nós temos. Tá bom?

Então fica a dica para vocês, nada mais justo do que colocar no papel, saber planejar, saber ter um bom controle das finanças do seu dia a dia, tá bom? Então muito obrigado a todos um grande abraço e até o nosso próximo vídeo!

 

Espaço para parceiros do Agro aqui

Tags: , , ,

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

dezembro 2021
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  
LinkedIn
YouTube
Instagram
Menu