EspecialistasMsc. Priscila Amaro
0

Nematoides na cultura do algodão

(Curadoria Agro Insight)

O algodão é uma cultura de grande importância agrícola, o ouro branco do Cerrado, como é conhecido. O Brasil tem se mantido entre os cinco maiores produtores de algodão nos últimos anos junto com a China, Índia, EUA e Paquistão. Os nematoides também afetam a produtividade da cultura e tem preocupado os cotonicultores do Brasil, principalmente nas áreas de sucessão soja-algodão, visto que as espécies que ocorrem nas áreas parasitam ambas as culturas, tornando difícil o manejo.

O objetivo deste artigo é mostrar quais as principais espécies que podem causar danos à cultura e também as ferramentas de manejo disponíveis no mercado.

1. PRINCIPAIS NEMATOIDES NA CULTURA DO ALGODÃO

O gênero Meloidogyne, assim como para outras culturas, também ocorre no algodoeiro, a espécie que parasita a cultura é o Meloidogyne incognita, raça 3 e 4, outras espécies do gênero não são relatadas ocorrendo na cultura. Além do nematoide de galhas, o nematoide das lesões, Pratylenchus brachyurus e o nematoide reniforme, Rotylenchulus reniformis também são importantes para a cultura. Mais recentemente o nematoide espiralado, Helicotylenchus dihystera também tem ganhado destaque (Tabela 1).

 Tabela 1. Principais espécies de nematoides importantes para a cultura do algodoeiro no Brasil.

Nome comum
Espécies
Nematoide das galhas M. incognita (raça 3 e 4)
Nematoide das lesões radiculares Pratylenchus brachyurus
Nematoide reniforme Rotylenchulus reniformis
Nematoide espiralado Helicotylenchus dihystera*

*Tem sido relatado com frequência na cultura, porém existem poucos trabalhos relacionados.

Fonte: Nema no Campo

 2. FERRAMENTAS DE MANEJO NA CULTURA DO ALGODOEIRO

A cultura do algodão faz parte de um sistema produtivo que se baseia na sucessão soja-algodão ou soja, milho/algodão em alguns casos a braquiária está presente como cobertura, principalmente no Cerrado Brasileiro. Pensando nesse sistema, temos a condição ideal que as espécies citadas no item anterior necessitam, observe a Tabela 2 em relação ao parasitismo dessas espécies nas culturas que fazem parte do sistema com a cultura do algodão.

Tabela 2. Nematoides e culturas atacadas.

Nematoide (espécie)
Soja
Milho
Algodão
Braquiária
M. incognita + + +
Pratylenchus brachyurus + + + +
Rotylenchulus reniformis + +
Helicotylenchus dihystera + + + *

+ espécie multiplica na cultura, – espécie não multiplica na cultura; * não existem informações na literatura.

Fonte: Nema no Campo

Nesse sistema alguns nematoides tem alimento o ano todo, o que torna essencial o uso de ferramentas de manejo, a fim de cessar esse ciclo, diminuindo as densidades nas áreas, para isso ferramentas de manejo devem ser utilizadas em conjunto, principalmente quando mistura de espécies e altas densidades são encontradas nas áreas afetada

a) Manejo genético

O manejo genético é sempre uma ótima ferramenta de manejo, visto que, é uma solução sustentável, sem investimento adicional, na compra da semente o controle está inserido, nem a necessidade de custos adicionais para  o manejo.

Para cultura do algodoeiro, existem poucas opções de cultivares resistentes, as opções existentes são para Meloidogyne incognita e Rotylenchulus reniformis, para o nematoide das lesões (P. brachyurus) não existem cultivares resistentes de algodão, repetindo o mesmo cenário de outras culturas.

Para o nematoide espiralado, ainda não se tem estudos específicos, porém é preocupante o aumento significativo dessa espécie nas áreas de algodão, milho e soja em todo o Brasil.

b) Manejo químico

Existem alguns produtos registrados para cultura do algodão, para as principais espécies que ocorrem, esses produtos podem ser utilizados via tratamento de sementes ou sulco de plantio, consulte sempre a bula do produto para verificar a melhor forma de aplicação.

Tabela 3. Ingredientes ativos registrados como nematicidas para a cultura do algodão.

Ingrediente ativo
Alvo (nematoide)
Abamectina Meloidogyne incognita
Pratylenchus brachyurus
Rotylenchulus reniformis
Fluopiram Meloidogyne incognita
Pratylenchus brachyurus
Terbufós Rotylenchulus reniformis
Cadusafós Meloidogyne incognita
Fluensulfona Meloidogyne incognita
Pratylenchus brachyurus
Tiodicarbe Meloidogyne incognita
Pratylenchus brachyurus

Fonte: Mapa, 2022

c) Manejo biológico

O controle biológico de nematoides tem crescido no Brasil, atualmente produtos à base de fungos e bactérias com ação nematicida têm sido registrados, com isso temos mais opções disponíveis para o manejo de nematoides, principalmente porque os produtos biológicos são registrados para o alvo, isso possibilita o uso dos mesmos em qualquer cultura que o alvo ocorra.

Na tabela abaixo estão descritos os produtos registrados para as espécies que ocorrem na cultura do algodão. Até o momento não existem produtos biológicos registrados para Rotylenchulus reniformis e Helicotylenchus dihystera.

Tabela 4. Agentes de controle biológicos registrados.

Tipo de agente

Agente de controle

Alvo (nematoide)

Bactéria

 

Bacillus sp.

 

Meloidogyne incognita
Pratylenchus brachyurus
Fungo Trichoderma harzianum Pratylenchus brachyurus
Trichoderma koningiopsis Meloidogyne incognita
Pratylenchus brachyurus
Purpureocillium lilacinum Meloidogyne incognita
Pratylenchus brachyurus

Fonte: Mapa, 2022

d) Manejo cultural

O manejo cultural consiste em todo manejo que é feito na cultura, desde a semeadura até a colheita, como: manejo de plantas daninhas, plantas tigueras, adubação.

As plantas indicadas para a rotação variam de acordo com as espécies presentes na área, é importante ressaltar que a reação das plantas aos nematoides não são as mesmas. Em áreas com altas densidades de nematoides e misturas de espécies, é necessário uso de rotação de culturas por tempo suficiente para diminuir a densidade na área e manejo com outras ferramentas em todas as culturas na área, tanto na safra como na safrinha. O principal objetivo do manejo integrado de nematoides em qualquer área é diminuir a densidade dos nematoides e consequentemente produzir mais, mesmo com a presença do nematoide, visto que a erradicação, ou seja, zerar a população dos nematoides é praticamente impossível.

3. CONSIDERAÇÕES

 O manejo de nematoide na cultura do algodão, assim como em outras culturas, deve ser planejado a longo prazo. Medidas de curto prazo não trazem bons resultados quando o problema são nematoides.

BIBLIOGRAFIA E LINKS RELACIONADOS

– AGROFIT. Nematicidas biológicos. Disponível em: http://agrofit.agricultura.gov.br/agrofit_cons/principal_agrofit_cons

– AGROFIT. Nematicidas químicos. Disponível em: http://agrofit.agricultura.gov.br/agrofit_cons/principal_agrofit_cons

 

 

 

Espaço para parceiros do Agro aqui

Tags: , , , ,

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

maio 2022
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
LinkedIn
YouTube
Instagram
Menu